DESCUBRA 10 ANIMAIS MARINHOS MAIS INCRÍVEIS E EXÓTICOS DO MUNDO!

O ambiente oceânico é pródigo em maravilhar os olhos humanos.


VAMOS DESCOBRIR...

São tantas as variedades de animais, com formas inusitadas e cores fascinantes que parece um outro mundo. Vamos conhecer nestas a vida de alguns habitantes excêntricos.

1 - ÁGUA-VIVA


Imagem de ivabalk por Pixabay 

É um dos seres mais exóticos da natureza. Primeiro porque sua forma lembra um pára-quedas. Segundo porque seu corpo é transparente. E a elegante forma de se locomover, distendendo-se e contraindo-se, desperta curiosidade. Águas-vivas ou medusas são animais semitransparentes, de consistência gelatinosa, compostos por mais de 95% de água. Pertencem ao filo Cnidária, o mesmo dos corais e das anêmonas. Possuem tentáculos urticantes, que paralisam pequenos peixes e camarões.

Extremamente sensíveis ao toque, os tentáculos liberam nematocistos, células epiteliais modificadas para o ataque e a defesa, que capturam a presa ou a envenenam. Quando tocada acidentalmente por banhistas, esse veneno provoca graves queimaduras.

Um dos representantes mais belos da "família" de águas-vivas é a caravela. Trata-se, na verdade, de uma colônia de animais do mesmo grupo. Tem esse nome porque uma parte dela permanece inflada acima da superfície da água, lembrando as velas de uma embarcação. Outras espécie de água-viva é a chamada vespa-do-mar, cujos tentáculos podem atingir mais de 10 metros de comprimento.

2 - AS ANÊMONAS-DO-MAR


Imagem de StockSnap por Pixabay 

Bastante coloridas, com corpo cilíndrico e compacto, as anêmonas têm formas que lembras uma flor. Algumas podem alcançar mais de 1 metro de largura. Esses cnidários possuem inúmeros tentáculos curtos e ocos ao redor da boca. Costumam viver fixados no substrato marinho, mas, em alguns casos, podem rastejar lentamente.

Sua alimentação consiste principalmente de moluscos, crustáceos, outros invertebrados e peixes. Primeiro, a presa é paralisada por uma rede de células urticantes. Em seguida, é levada até a boca pelos mais de 200 tentáculos. Quando a maré está baixa, as anêmonas recolhem totalmente os tentáculos.

3 - AS BOLACHAS-DA-PRAIA


Frédéric Ducarme, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

As bolachas-da-praia (também chamadas corrupios, são "parentes" dos ouriços-do-mar. Mas, enquanto estes possuem longos espinhos e forma esférica, elas têm formato de disco e espinhos tão pequenos que são quase imperceptíveis. Esses animais preferem ficar parcialmente enterrados no fundo do mar.

4 - OS PEPINOS-DO-MAR


Imagem de Kevin Mc Loughlin por Pixabay

A principal característica desse ser alongado e cilíndrico, de constituição muito simples, é o singular sistema de defesa. Para se proteges de um ataque, esse animal equinodermo chega a eliminar parte de seu intestino, imobilizando o predador. Depois, a porção perdida se regenera totalmente. O pepino-do-mar alimenta-se de detritos orgânicos depositados no fundo do oceânico.

5 - OS CRINOIDES


Imagem de David Mark por Pixabay 

Conhecidos também como lírios-do-mar, os crinóides têm uma aparência que lembra uma flor, até porque muitos deles são bem coloridos. Geralmente vivem fixos no fundo do mar em profundidades de até 6 mil metros. Alimentam-se principalmente de plâncton, compostos de plantas e animais microscópicos.

6 - AS ESPONJAS-DO-MAR


Imagem de joakant por Pixabay 

Um outro grupo curioso de animais marinhos é o das esponjas, que pertence ao filo Porifera. Estima-se que existam mais de 5 mil espécies delas, e algumas habitam água doce. Um dos organismos pluricelulares mais primitivos da Terra, as esponjas vivem fixas em rochas ou conchas. Coloridas, apresentam formas e tamanhos variados, e podem chegar a 2 metros de diâmetro, Muito raramente são atacadas por outros animais. É provável que as secreções e os odores produzidos pelas esponjas funcionem como instrumento de proteção, afastando os predadores.

A alimentação delas é basicamente constituída por plâncton e partículas de matéria orgânica. Possuem células especializadas na captura do alimento, os coanócitos, que têm flagelos que batem para frente e para trás, fazendo a água do mar circular em seu interior.

7 - OS NUDIBRÂNQUIOS,  AS LESMAS COLORIDAS DO MAR


Imagem de Monica Volpin por Pixabay 

Os nudibrânquios são pequenos animais marinhos pertencentes ao grupo dos moluscos gastrópodes. São chamados popularmente de lesmas-do-mar. O termo Nudibranchia tem origem grega e significa "brânquias descobertas". O nome faz referência aos órgãos respiratórios externos desses organismos. Existem cerca de 3.000 espécies de lesmas-do-mar, que ocorrem desde os trópicos até a Antártida. Algumas espécies podem atingir 40 centímetros de comprimento, enquanto outras são microscópicas. A maioria mede, porém, entre 5 e 10 centímetros.

8 - O PEIXE-LUA


Imagem de Penny_K30 por Pixabay 

O peixe-lua é uma espécie de peixe ósseo pertencente à família Molidae. Se destaca por sua morfologia, que o difere dos demais peixes. É o peixe ósseo mais pesado do mundo e o mais pesado até hoje encontrado foram 2,7 toneladas, possui a mesma toxina que os baiacus, e não vive bem em cativeiro.



9 - O DRAGÃO DO MAR “LEAFY SEADRAGON”


Imagem de Nathan Klein por Pixabay 

Originário das águas do sul e oeste da Austrália, sendo aparentado com o cavalo marinho. Os dragões-marinhos são peixes marinhos, da mesma família dos cavalos-marinhos, os Syngnathidae, e se apresentam em duas variações, que são as suas duas espécies: Phyllopteryx taeniolatus, popularmente conhecidos como “dragões-marinhos simples” ou “dragões-marinhos de folhas simples” (weedy sea dragons) e Phycodurus eques, popularmente conhecidos como “dragões-marinhos folhados” (leafy sea dragon). Essa distinção provém do fato de que os segundos possuem em sua cabeça, em seu dorso e cauda, muitas terminações idênticas a algas marinhas, e, os primeiros, quase desnudos, com poucas, semelhantes a folhas de árvores.

10 - POLIQUETA ÁRVORE-DE-NATAL


Fonte da imagem: Wikipedia/Autor da foto: Nhobgood Nick Hobgood/This file is licensed under the Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported license.

Spirobranchus giganteus, comumente conhecido como o verme da árvore de Natal, é um verme poliqueta que constrói tubos, pertencente à família Serpulidae .

Nenhum comentário:

Imagens de tema por andynwt. Tecnologia do Blogger.