Aranha-golias

Conheçam a Aranha-golias, a comedora de pássaro, e outros bichinhos por ai.


 https://bio-orbis.blogspot.com/2014/05/aranha-golias.html
Fonte da imagem: TopBiologia.

VAMOS DESCOBRIR...

Theraphosa blondi, a Aranha-golias, considerada a maior aranha do mundo em massa corporal, é endêmica da Amazônia e encontrada na Guiana, Suriname e Venezuela.

Conhecida também como aranha-golias ou tarântula-golias, é popular entre criadores de aranhas. Estes aracnídeos podem ter mais de 30 centímetros e é uma espécie que, por ter comportamento agressivo, só deve ser manipulada por pessoas especializadas.

Fonte da imagem: TopBiologia.

De acordo com informações do Natural History Museum, a referência ao nome “comedora de pássaro” é errônea, uma vez esta grande tarântula não costuma comer aves. Em vez disso, sua dieta consiste basicamente de insetos e outros invertebrados, incluindo minhocas. Contudo, estes aracnídeos também podem comer pequenos vertebrados, como lagartos e sapos.

Estas aranhas possuem órgãos estriduladores, o que as permite fazer um barulho esfregando partes do corpo quando se sente ameaçada. Seu abdômen é extremamente urticante e sua picada é muito dolorosa devido ao tamanho de suas quelíceras, localizadas ao lago da boca (podem passar de dois centímetros de comprimento). Esses aranhas podem viver mais de dez anos.


Fonte da imagem: Naskrecki.

As aranhas-golias possuem visão baixa e detectam suas presas sentindo as vibrações no solo. Como outras tarântulas, a Golias é mais ativa durante a noite, com tendências a caçar dentro de uma área limitada em torno de sua toca.

Em envergadura a Heteropoda maxima ganha da Golias

Fonte da imagem: TopBiologia.

Em envergadura, considera-se normalmente a espécie ‘Heteropoda maxima’ como mais larga que a Golias.

Fonte:TopBiologia

E VENHA SEGUIR NOSSAS INCRÍVEIS COLEÇÕES NO GOOGLE+, É SÓ CLICAR NAS IMAGENS ABAIXO PARA ACESSAR OS LINKS:

 https://plus.google.com/collection/o3mmQB https://plus.google.com/collection/YU0mQB https://plus.google.com/collection/YLgT0

Comentários