terça-feira, 3 de junho de 2014

Até a morte! Formigas guerreiras

Essas incríveis formigas fazem de tudo, até cometem suicídio para proteger o formigueiro contra intrusos invasores.

 https://bio-orbis.blogspot.com/2014/06/ate-morte-formigas-guerreiras.html
Fonte da imagem: TopBiologia

VAMOS DESCOBRIR...

Se você pensava que só os humanos eram capazes de se auto-explodirem por determinado ideal, como os homens bomba, pensou errado. O ecólogo Mark Moffet, em seu livro Adventures Among Ants (Aventura Entre Formigas, em tradução livre), falou a respeito, entre outros assuntos, sobre as formigas que cometem suicídio para protegerem o resto do formigueiro. O ato é cometido através de uma espécie de explosão interna ou externa do corpo, que libera uma secreção pegajosa que prende o possível predador.

Fonte da imagem: TopBiologia

A espécie é a Camponotus saundersi, onde estão as formigas carpinteiras, também conhecidas como formigas indígenas e encontradas em diversos lugares do mundo. As trabalhadoras desta espécie possuem glândulas mandibulares alargadas que se estendem por todo o corpo da formiga. Quando ameaçadas, elas podem liberar o seu conteúdo suicida, rompendo assim o corpo da formiga e pulverizando a substância tóxica pela cabeça. A produção da cola estaria nesta mandíbula alargada que as trabalhadoras possuem.

O caso de suicídio para proteger o grupo é conhecido internacionalmente como autothysis e não é comum apenas às formigas. A espécie de cupins Globitermes sulphureus tem um sistema defensivo semelhante. Em ambas as espécies, o material pegajoso é liberado próximo ao pescoço.



Veja um caso de autothysis sendo realizado por cupins da espécie Neocapritermes taracua, que possuem uma habilidade semelhante as das formigas.


Fonte: TopBiologia

E VENHA NOS SEGUIR NAS NOSSAS COLEÇÕES DO GOOGLE+, ONDE TODAS NOSSAS POSTAGENS ESTÃO EM CATEGORIAS, É SÓ CLICAR NAS IMAGENS ABAIXO:

 https://plus.google.com/collection/MK9dQB https://plus.google.com/collection/YU0mQB https://plus.google.com/collection/YLgT0

Nenhum comentário:

Postar um comentário