Benefícios de energia renovável superam expectativas

Apesar de todos os metais e matérias-primas usadas na construção de células solares e turbinas eólicas, essas fontes renováveis de baixo carbono terão pouco impacto climático e ambiental até o ano de 2050.

 http://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/10/beneficios-de-energia-renovavel-superam.html
Fonte da imagem: en.wikipedia.org.

VAMOS DESCOBRIR...

A substituição de combustíveis fósseis por energias renováveis poderia reduzir as emissões globais de gases estufa em 62% abaixo de um cenário que supõe que o consumo global de energia continuará em sua trajetória atual.

Mas o que são as energias renováveis e por que são importantes? Um artigo muito bom, escrito por John Hawthorne, sobre What Is Renewable Energy and Why Is It So Important?, explica em detalhes sobre. Clique no título acima ou nesta imagem aqui abaixo para acessar o link:


 http://www.iqsdirectory.com/blog/renewable-energy-important/
Fonte da imagem: iqsdirectory.

COMO SÃO PRODUZIDAS?

Grandes quantidades de metais é necessária para a produção de células solares e turbinas eólicas: matérias-primas como cobre e ferro; terras-raras como o índio e outros, que envolvem grandes emissões de gases estufa e outros tipos de poluição durante seu processo de mineração e processamento para produzir componentes de geradores de energia renovável.


 https://bio-orbis.blogspot.com/2014/10/beneficios-de-energia-renovavel-superam.html
Fonte da imagem: kalw.org.

Assim, será que essas fontes de eletricidade renovável de baixo carbono são muito verdes? A resposta é SIM.

De acordo com uma nova pesquisa, projetos de energia eólica e solar de todo o planeta até 2050 provavelmente terão um impacto climático e ambiental muito baixo e até reduzirão a poluição do ar, apesar de exigirem matérias-primas derivadas de processos poluentes para esses projetos eólicos, solares e hidrelétricos.

Como parte do novo estudo da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia, pesquisadores conduziram a primeira análise de uma estreia global em grande escala de novas usinas eólicas, hidrelétricas e solares, investigando se a mudança na geração de carvão e gás natural para renováveis aumentaria ou diminuiria certos tipos de poluição.

Energias renováveis atuais. Fonte da imagem: energiatecsolar.

Segundo o estudo, geralmente não se sabe muito sobre o ambiente e os custos climáticos de uma mudança global de combustíveis fósseis para fontes renováveis, e nem como essa mudança afeta a poluição da produção de matérias-primas usadas em painéis solares e hélices de turbinas eólicas como cobre, concreto, alumínio, índio e outros materiais.

Ainda segundo o estudo, turbinas eólicas precisam de até 14 vezes o ferro necessário para a geração de energia fóssil, e fotovoltaicos solares precisam de até 40 vezes mais cobre que usinas elétricas tradicionais movidas a carvão, petróleo ou gás natural.

Com o passar do tempo o impacto ambiental provocado pela extração dessas matérias-primas diminui, a poluição é reduzida e a quantidade total desses materiais provavelmente necessários para fontes de energia renovável é uma fração do volume dos materiais que estão sendo minerados atualmente.

Os pesquisadores partiram do pressuposto de que as energias solar, eólica e hidráulica representarão até 39% da produção energética global em 2050, em comparação aos 16,5% em 2010, exigindo 1,5 gigatoneladas de matérias-primas para construção.


Energias renováveis. Fonte da imagem: fontesdeenergia.

“Fiquei surpreso com a redução geral da poluição em fontes renováveis de energia”, declara o principal autor do estudo, Edgar Hertwich, professor de energia e engenharia de processos da Universidade Norueguesa de Ciência e Tecnologia. “Eu esperava que alguns produtos tóxicos pudessem estar aumentando devido aos materiais utilizados. Minérios de metais contêm grandes quantidades de metais pesados, e eu esperava que isso fosse significativo. Fiquei muito surpreso em não vê-los aparecer”.

Quando comparada a usinas de carvão, a energia renovável vence porque a geração eólica e solar não exige matérias-primas adicionais durante o tempo de vida da turbina ou do painel solar. Usinas a carvão, por outro lado, exigem a mineração constante de carvão, aponta ele.

O estudo, publicado na segunda-feira no periódico Proceedings of the National Academy of Sciences, conclui que novas instalações de energia renovável aumentariam a demanda por ferro e aço em 10% até 2050, e o cobre que seria necessário para sistemas fotovoltaicos é equivalente a dois anos da atual produção global de cobre.

“A quantidade de materiais que precisam ser deslocados pelo carvão é maior que a quantidade de metal deslocada para energias renováveis”, explica ele.

Até mesmo quando geradores de energia solar e eólica precisam ser reconstruídos, matérias-primas podem ser recicladas a partir de geradores energéticos mais antigos, observa ele.


SUPERANDO EXPECTATIVAS

A substituição de combustíveis fósseis por energias renováveis poderia reduzir as emissões globais de gases estufa em 62% abaixo de um cenário que supõe que o consumo global de energia continuará em sua trajetória atual, com a geração de energia a carvão possivelmente aumentando 149% em relação aos níveis de 2007, de acordo com o estudo.



As energias renováveis mais fortes, solar e eólica. Fonte da imagem: paraiba.

A pesquisa também mostra que a poluição da água doce poderia ser reduzida pela metade e a matéria particulada no ar reduzida em 40%.

“Esse estudo ajuda a tornar ainda mais claros os benefícios e a necessidade de tecnologias renováveis para atingir metas de mitigação de gases estufa no longo prazo”, declara Christine Shearer, aluna de pós-doutorado em ciências do sistema terrestre na University of California-Irvine. Sua pesquisa mais recente sugere que a dependência de gás natural para a geração energética impede o desenvolvimento de renováveis.

“Nós sabemos que nenhuma fonte de energia é benigna”, aponta ela. “Cada uma delas terá um impacto diferente sobre o ambiente e seus recursos, especialmente quando escalonadas. Hertwich e seus colegas prestaram um grande serviço ao quantificar esses efeitos de ciclo de vida e mostrar os benefícios de energias renováveis não apenas para o clima, mas também para o ar e para a água, com uma quantidade administrável de recursos”


E VENHA SEGUIR NOSSA COLEÇÃO NO GOOGLE+ SOBRE AS ENERGIAS RENOVÁVEIS, É SÓ CLICAR NA IMAGEM ABAIXO PARA ACESSAR O LINK:

 https://plus.google.com/collection/slsfQB https://plus.google.com/collection/Ut3sQB

Comentários