O pássaro que canta sem abrir o bico

Esse pássaro é endêmico de regiões do Equador, ele tem uma habilidade rara e mostra que a natureza sempre pode nos surpreender cada vez mais.

 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/11/conhecam-o-passaro-que-canta-sem-abrir.html
Machaeropterus deliciosus (macho). Fonte da imagem: hbw.

VAMOS DESCOBRIR...

Conhecido internacionalmente como club-winged manakin (Machaeropterus deliciosus) e sem nome oficial no português, esse animal agita as suas asas tão rapidamente que emitem sons que são semelhantes a um apito. Esses pequenos e exóticos pássaros são da família Pipridae. Uma família de pequenas espécies de aves da América Central e do Sul subtropical e tropical.


UMA CARACTERÍSTICA PECULIAR


Como muitos outros da mesma família, esses pássaros produzem um som mecânico com suas asas extremamente modificadas, um efeito conhecido como 'sonation'. Eles adaptaram suas asas dessa maneira estranha como resultado da seleção sexual.

Macho (Machaeropterus deliciosus). Fonte da imagem: hbw.

Os machos evoluíram essas adaptações para atender a atração das fêmeas em direção ao som. Os sons das asas em várias linhagens evoluíram independentemente. Algumas espécies conseguem fazer sons como de fogos de artifício. Essas aves são os únicos pássaros que tem a habilidade de produzir sons musicais com suas asas.

CANTANDO SEM ABRIR O BICO

Medindo em torno de 10 centímetros de comprimento, a característica está presente apenas nos machos da espécie, que usa a habilidade para atrair as fêmeas.

Machaeropterus deliciosus. Macho a esquerda e fêmea a direita. Fonte da imagem: Timlamam.

Para fazer o “canto”, os manaquim, como também são conhecidos, elevam as asas sobre o dorso e a agitam mais de 107 vezes por segundo. Com isso, criam uma enorme vibração onde as quatro penas do meio se dilatam e geram o som.

Veja o vídeo abaixo que mostra o “canto” do pássaro sem abrir o bico.


COMO ELE REALIZA ESSA FAÇANHA?


Cada uma de suas asas tem uma pena com uma série de pelo menos sete sulcos ao longo de sua palheta central. Ao lado da pena estranhamente sulcada está outra pena com uma ponta rígida e curva. Quando o pássaro levanta as asas sobre as costas, ele as sacode para frente e para trás mais de 100 vezes por segundo (os beija-flores geralmente batem as asas apenas 50 vezes por segundo). Cada vez que atinge um cume, a ponta produz um som. A ponta atinge cada cume duas vezes: uma vez que as penas colidem e uma vez quando se afastam novamente.

As estruturas foram notadas pela primeira vez por PL Sclater em 1860, e as adaptações de produção sonora foram discutidas por Charles Darwin em 1871. Fonte da imagem: Wikipedia.

Este movimento de inclinação permite que uma asa produza 14 sons durante cada batida. Ao agitar suas asas 100 vezes por segundo, essas aves podem produzir até 1.400 sons únicos durante esse tempo.

A fim de resistir ao repetido bater de suas asas, eles ainda desenvolveram ossos sólidos nas asas (em comparação, os ossos da maioria das aves são ocos, para facilitar o voo). Os ossos das asas não são tão eficientes para voar, mas são o que evoluiu através da seleção sexual. Embora essa anatomia de "colher e tábua de lavar" seja um aparato conhecido de produção de sons em insetos (conhecido como estridulação), ela não havia sido documentada em vertebrados.

Referência 
TopBiologia.

E VENHAM SEGUIR NOSSAS COLEÇÕES INCRÍVEIS NO GOOGLE+, ONDE TODAS NOSSAS POSTAGENS ESTÃO EM CATEGORIAS E VOCÊ NÃO PERDE NENHUMA ATUALIZAÇÃO (CLIQUEM NAS IMAGENS ABAIXO PARA ACESSAR OS LINKS):

 https://plus.google.com/collection/YLgT0 https://plus.google.com/collection/YU0mQB https://plus.google.com/collection/Qu2lQB

Um comentário:

  1. Uilmara Machado de Melo Gonçalves16 de novembro de 2016 13:02

    SENSACIONAL!!! É uma pena (pena - trocadilho??? kkkkkk) que muitos homens (machos) não aprenderam a conquistar as mulheres (fêmeas) com os pássaros (eles dão um SHOW à parte, quando o assunto é atração sexual!...)! Hoje em dia, muitos homens utilizam-se, até mesmo, de subterfúgios para atraírem as mulheres: ostentação, carrões, drogas, violência... Pior, ainda, é saber que muitas mulheres gostam disso!!!

    ResponderExcluir