Top 10 de espécies recém-descobertas

Especialistas do Instituto Suny College of Environmental Science and Forestry, nos Estados Unidos, criaram, recentemente, o top 10 de espécies descobertas pelo mundo.


 http://www.bioorbis.org/2015/06/top-10-de-especies-recem-descobertas.html

VAMOS DESCOBRIR...

A lista, encabeçada por uma das principais instituições voltadas para a ciência ambiental, é publicada desde 2008 e explica detalhadamente quais motivos levaram os cientistas a escolherem as espécies para a relação.

Segundo a instituição, de 2014 até agora, foram descobertas mais de 18 mil novas espécies, entre animais e plantas, ao redor do mundo.

Veja a lista abaixo (as espécies contém somente nomes científicos, como são espécies recém-descritas ainda não tem um nome comum):

1 - Phryganistria tamdaoensis

Phryganistria tamdaoensis, do sexo masculino. Crédito da imagem: Joachim Bresseel / Jerome Constant.

Phryganistria tamdaoensis, endêmico do Vietnã, é uma nova espécie de bicho-pau que chega a medir 23 centímetros de comprimento.

2 - Phyllodesmium acanthorhinum

Phyllodesmium acanthorhinum. Crédito da imagem: Robert Bolland.

Encontrada também no Japão, esta é uma lesma do mar que é considerada o “elo perdido” entre as lesmas que se alimentam de corais e as que comem outros invertebrados marinhos.

3 - Anzu wyliei

Esta é a reconstrução de um artista de Anzu wyliei. Crédito da imagem: Mark Klingler / Carnegie Museum of Natural History.

Este é um dinossauro emplumado descoberto nos Estados Unidos e que ficou conhecido como “Galinha do Inferno”. A espécie era carnívora, tinha um bico semelhante ao dos papagaios e chegava a medir 1,5 metros.

4 - Torquigener albomaculosus

Um baiacu branco-manchada do sexo masculino (direita) morder na bochecha esquerda de uma fêmea. Crédito da imagem: Yoji Okata.

O peixe Torquigener albomaculosus, endêmico do Japão, produz “desenhos” circulares no fundo do mar com cerca de dois metros de diâmetro. 

Um ninho de desova do baiacu branco-manchada (Torquigener albomaculosus) encontrado em um fundo de areia ao longo da costa sul de Amami-Oshima Island nas Ilhas Ryukyu. Crédito da imagem: Yoji Okata.

Os círculos que já eram estudados antes da descoberta da espécie, são feitos pelos animais para atrair as fêmeas na época da reprodução.

5 - Dendrogramma enigmatica

Espécimes de Dendrogramma enigmatica e Dendrogramma discoides. Crédito da imagem: Apenas J et al.

ADendrogramma enigmatica, encontrada na Austrália, é uma espécie de animal multicelular que se assemelha fisicamente a um cogumelo

(Foto: P.B Pelser/J. F. Barcelona/Suny College)

O corpo é uma haste de 8 milímetros com uma extremidade em forma de disco e uma boca em uma das pontas. Os cientistas ainda não sabem se o animal faz parte do filo dos Cnidários, dos Ctenóforos, ou se pertence a um filo novo.

6 - Cebrennus rechenbergi

Foto: P.B Pelser/J. F. Barcelona/Suny College)


Esta espécie de aranha, encontrada no deserto do Marrocos, chamou a atenção por conta de sua habilidade de defesa que consiste em rolar quando se sente ameaçada, dobrando assim a sua velocidade de fuga.


7 - Deuteragenia ossarium

Uma fêmea de Deuteragenia ossarium em seu ecossistema natural no Sudeste da China. Crédito da imagem: Michael Staab.

Esta vespa, endêmica da China, se destacou por sua estratégia de proteção a prole. Ela deposita aranhas mortas ao redor do seu ninho para alimentar os ovos e depois sela a entrada do ninho com formigas mortas, formando uma barreira química.

8 - Balanophora coralliformis

Balanophora coralliformis. Crédito da imagem: Peter Pelser et al.

Considerada em risco de extinção logo após ser descrita, esta planta parasita foi encontrada nas Filipinas, têm aparência de Coral e vive a 1500 metros de altitude. O motivo para o risco de extinção, segundo os cientistas, é por a área que a planta foi encontrada não ser protegida.

9 - Limnonectes larvaepartus

Limnonectes larvaepartus é única entre as rãs em ter tanto a fertilização interna e nascimento de girinos. Topo: macho, esquerda a fêmea. Resumindo: um macho adulto observado chamando quando empoleirado na borda de uma pequena piscina 2 m de distância de uma grande corrente de 2 m; vários girinos estavam presentes na piscina, incluindo os dois visível dentro do círculo amarelo. Crédito da imagem: Jimmy McGuire.

Encontrada na Indonésia, esta espécie de rã é destaque entre as demais por conta de uma característica peculiar: em vez de por ovos, ela é capaz de dar a luz a girinos que são diretamente depositados diretamente na água. Estes animais tem cerca de 4 centímetros.

10 - Tillandsia religiosa

Tillandsia religiosa. Crédito da imagem: Rodrigo Hernandez-Cardenas et al.

Esta bromélia, capaz de atingir 1,5 metros de altura, é conhecida a muito tempo por povos do México que a usam como peça para construção de presépios no Natal. Porém, apenas no ano passado os cientistas descobriram que a planta ainda não havia sido descrita. Ela tem espinhos rosas e seu habitat são o alto de montanhas localizadas ao norte do País.

Referência: Sri-News.com.

E NÃO DEIXEM DE SEGUIR NOSSAS COLEÇÕES NO GOOGLE+: 

 https://plus.google.com/collection/YU0mQB https://plus.google.com/collection/YLgT0 https://plus.google.com/collection/Ut3sQB

Comentários

  1. Uilmara Machado de Melo22 de junho de 2015 10:08

    MAGNÍFICO!!!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É realmente magnífico, como ainda há um grande número de espécies ainda sendo descobertas, como também que já foram extintas a milhares de anos e estão sendo descobertas hoje.

      Excluir
  2. Que bromélia linda eu tenho numa árvore várias numa árvore estão em flor são lindas elas nasseram na árvore do nada eu adorei isso .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que maravinha Eva, elas adoram mesmo ficar nos troncos das árvores.

      Grade abraço,

      Equipe BioOrbis.

      Excluir

Postar um comentário