Primeira evidência de convergência evolutiva em dinossauros com chifres

Os paleontólogos do Museu Real Tyrrell de Paleontologia em Drumheller, Canadá, descreveram um novo gênero e espécie de ceratopsideo (dinossauro com chifres) que viveu durante o período Cretáceo, a cerca de 68 milhões de anos atrás.

 http://www.bioorbis.org/2015/07/primeira-evidencia-de-convergencia.html
Reconstrução artística de como seria em vida de Regaliceratops peterhewsiCrédito da imagem: Julius T. Csotonyi / Royal Tyrrell Museum.

VAMOS DESCOBRIR...

A criatura pré-histórica, denominado Regaliceratops peterhewsi, é um parente próximo do Triceratops que pertence à família Ceratopsidae, um grupo de dinossauros de grande porte que se alimentavam de plantas, que evoluíram no período Cretáceo e foram em grande parte restritos à América do Norte ocidental.


OS DINOSSAUROS COM CHIFRES

Os dinossauros Ceratopsidae são divididos em dois subgrupos: os Chasmosaurines, que incluem os Triceratops e a nova espécie descoberta, e os Centrosaurines. Os Centrosaurines foram extintos vários milhões de anos antes dos Chasmosaurines, que foram extintos no final do Cretáceo, juntamente com todos os outros dinossauros.


Regaliceratops peterhewsi. Fonte da imagem: DeviantArt.

Caracteristicamente, os Chasmosaurines tem um pequeno chifre no nariz, grandes chifres sobre os olhos, e uma carapaça parecida com um escudo com bordas recortadas simples.

A PRIMEIRA CONVERGÊNCIA EVOLUTIVA

Regaliceratops peterhewsi é um dinossauro inesperado, porque mostra um padrão exatamente oposto: grande chifre no nariz, pequenos chifres sobre os olhos, e carapaça semelhantes aos Centrosaurines elaboradamente decoradas. Isto demonstra que, pelo menos, um grupo de Chasmosaurines evoluiu essa ornamentação semelhante ao Centrosaurines após a sua extinção.

"Esta nova espécie é um Chasmosaurine, mas tem esse oranamentos mais semelhante aos Centrosaurines. Ele também vem de um período de tempo após a extinção dos Centrosaurines ", disse o Dr. Caleb Brown, principal autor do estudo publicado no
journal Current Biology.

"No seu conjunto, que torna este o primeiro exemplo de convergência evolutiva em dinossauros com chifres, o que significa que estes dois grupos evoluíram de forma independente com características semelhantes."



A DESCOBERTA DA NOVA ESPÉCIE

O crânio quase intacto de Regaliceratops peterhewsi foi descoberto por Peter Hews residente Calgary, um geólogo na indústria do petróleo, no sudeste de Alberta em 2005.

"A espécie vem de uma região geográfica de Alberta, onde não encontramos dinossauros com chifres antes, portanto, desde o início nós sabíamos que esse era importante", disse o Dr. Brown.

Apesar do nome formal, o Dr. Brown e seu co-autor, o Dr. Donald Henderson, disse que eles tomaram a chamar este dinossauro pelo apelido de "Hellboy" (personagem de quadrinhos). "É devido à dificuldade de recolher a amostra e para a preparação, e foi desafiador para removê-lo da rocha muito dura em que foi fossilizado", disseram os cientistas.

Paleontólogo Peter Hews com o crânio de Regaliceratops peterhewsi que ele encontrou. Crédito da imagem: Royal Tyrrell Museum of Palaeontology.

"Após a descoberta, foi imediatamente perceptível que este espécime era algo que nunca tinha sido visto antes, especialmente considerando sua localização improvável e características únicas."

Os paleontólogos disseram que esperam descobrir mais espécimes parecidos com o Regaliceratops peterhewsi.

Dr Brown acrescentou: "esta descoberta também sugere que existem dinossauros com chifres lá fora que ainda não foram encontrados, então vamos também ir à procura de outras espécies novas."

Referência: Sri-news.com

E NÃO DEIXEM DE SEGUIR NOSSAS INCRÍVEIS COLEÇÕES NO GOOGLE+, ONDE TODAS NOSSAS POSTAGENS ESTÃO EM CATEGORIAS E VOCÊ NÃO PERDE NENHUMA (CLIQUEM NAS IMAGENS ABAIXO PARA ACESSAR OS LINKS):

 https://plus.google.com/collection/Ut3sQB https://plus.google.com/collection/cI6dQB https://plus.google.com/collection/oV6cQB

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Olá Tiago Alexandre Braga,

      Agradecemos pelo seu comentário e por ter gostado do nosso conteúdo. Continue ligado pois tem muito mais por ai.

      Abraços,

      Equipe BioOrbis.

      Excluir