Gênios da Ciência: Newton

As leis de Newton.

 https://www.bioorbis.org/2016/03/newton.html
Newton. Fonte da imagem: MailOnline.

VAMOS CONHECÊ-LO...

Nome: Isaac Newton

Nacionalidade: Inglês

Nascimento: 25 de dezembro de 1642
Local: Woolsthorpe-by-Colsterworth, Inglaterra

Morte: 31 de março de 1727 (84 anos)
Local: Londres

Área: Ciência

Orientadores: Isaac Barrow e Benjamin Pulleyn

Orientado: Roger Cotes, Willam Whiston

Contribuições: Matemática, óptica, Lei da gravitação universal

Conhecido por: Philosophiae Naturalis. Principia Mathematica. Leis de Newton


Quando perguntaram, certa vez, a Isaac Newton como fizera suas grandes descobertas, ele respondeu: "Pensando sempre nelas". Também se conta que teria dito: "Mantenho o tema constantemente diante de mim e espero que os clarões da alvorada, pouco a pouco, se transformem em plena luz".




Essa capacidade de concentração é uma qualidade peculiar do gênio de Newton e se ajusta muito bem ao seu caráter e personalidade. Pois ele foi um homem solitário, sem amigos próximos ou íntimos, sem confidentes. Nunca se casou e passou a juventude sem pai (que morreu antes de seu nascimento, no natal de 1642) e sem mãe (que se casou dois anos depois e deixou o filho para ser criado por uma avó idosa).

Um homem solitário, que desenvolveu "poderes excepcionais de introspecção contínua e concentrada". Nestas palavras, lorde Keynes, economista e biógrafo de Newton, sintetizou o "poder deste cientista em manter continuamente em sua mente um problema puramente mental... durante horas, dias e semanas, até que lhe entregasse seu segredo". Aí, então, de acordo com seu caráter introvertido, ficava Newton satisfeito em guardar sua descoberta para si mesmo, sem publicá-la rapidamente, conforme seus colegas cientistas da época gostavam de fazer. Já se disse, por isso, que toda descoberta de Newton teve duas fases: a descoberta era feita por Newton, os outros tinham, então, que descobrir o que ele havia feito.


Jardim-Botânico-Cambridge-Macieira-Newton
Jardim Botânico de Cambridge: Macieira plantada em homenagem a Newton. Fonte da imagem Wikipedia.

As sementes das grandes realizações de Newton em ciência aconteceram dezoito messes após sua graduação na universidade (1665-1667), quando o temor da peste negra provocou o fechamento da escola e seu retorno à fazenda da família, em Woolsthorpe, Lincolnshire, onde nascera. 

Aí ele efetuou sua mais fundamental contribuição à Matemática: os métodos do cálculo diferencial e integral (invenção cujo crédito deve ser repartido com o filósofo e matemático alemão G. W. Leibniz, co-inventor independente). Durante o mesmo período, Newton descobriu a Lei do Inverso do Quadrado e testou-a por um cálculo grosseiro do movimento da Luz.




O restante da vida científica de Newton foi devotado à elaboração das descobertas fundamentais que havia feito. Tornou-se professor de Matemática em Cambridge, e em 1672 seu artigo sobre luz e cor e a descrição do novo telescópio foram lidos para a Royal Society. Depois de alguns aspectos de sua obra terem sido mal compreendidos e criticados, decidiu não publicar mais nada. Suas inovações matemáticas foram distribuídas apenas sob forma manuscrita até bem tarde em sua vida, quando então algumas foram impressas.


Réplica-telescópio-Newton
Réplica do telescópio feito por Newton. Fonte da imagem: Wikipéida.

Em 1684, depois de receber a visita do astrônomo Edmund Halley - e acedendo aos apelos deste -, escreveu Os princípios matemáticos da Filosofia natural (Londres, 1687), sobre suas descobertas em Dinâmica e Mecânica celeste e outros aspectos da Física.




Nesta obra, não só enunciou e aplicou a Lei da Gravitação Universal, como também apresentou as três famosas leis do movimento, que têm seu nome e sobre as quais foi construído seu sistema de Dinâmica. Foi aí também que ele apresentou, pela primeira vez, um conceito claro de massa e momento linear, e imaginou um conjunto de experiências para mostrar que a massa (medida pela inércia) é proporcional ao peso.


Newton
Newton em uma de suas descobertas. Fonte da imagem: Biography.

Em 1690, Newton ficou desencantado (ou aborrecido) com a vida fechada de professor da universidade e mudou-se para Londres, onde se tornou diretor da Casa da Moeda, posto que ocupou até sua morte. Tornou-se presidente da Royal Society e dirigiu a ciência britânica com firme controle. Morreu em 1727 e foi enterrado, com honras nacionais, na abadia de Westminster.


prisma-luz-branca-Newton
Um prisma decompondo a luz branca nas cores do espectro, como descoberto por Newton. Fonte da imagem: Wikipedia.

Durante a maior parte de sua vida foi um ardente estudioso de teologia, lendo e tomando inúmeras notas, escrevendo artigos e livros sobre questões religiosas. Mas o objeto principal de seus estudos era a alquimia, que lia extensamente, copiando seções inteiras de livros, fazendo experiências, tudo com um objetivo que não conhecemos.




Talvez tenha sido a visão de um conhecimento que nunca atingiu que o tenha levado a desvalorizar suas monumentais realizações científicas, pois pouco antes de sua morte comentou: 


"Não sei como aparecerei para o mundo. Para mim mesmo, me vejo como um garoto brincando na praia, divertindo-se aqui e ali por achar uma pedra mais polida ou uma concha mais bonita que as outras, enquanto o grande oceano da verdade permanece desconhecido em minha frente".



Referência
NUNES, et al. Física Mecânica. Editora Ática. 1999.

Para finalizar veja um vídeo do canal Nando Pinheiro, sobre ISAAC NEWTON - O PAI DA CIÊNCIA MODERNA! VÍDEO MOTIVACIONAL | MOTIVAÇÃO:



E NÃO DEIXEM DE SEGUIR NOSSAS COLEÇÕES NO GOOGLE+, É SÓ CLICAR NAS IMAGENS ABAIXO PARA ACESSAR OS LINKS:

 https://plus.google.com/collection/IPIdQB https://plus.google.com/collection/Ut3sQB

Nenhum comentário:

Postar um comentário