Qual a diferença entre jacarés e crocodilos?

Bom você já deve ter tido essa dúvida, ou ao ir em um zoológico ou vendo um documentário sobre animais. Afinal, aquele grande animal era um jacaré ou um crocodilo?

 http://www.bioorbis.org/2018/06/jacare-crocodilo-qual-diferenca.html
Um pequeno filhote de um jacaré. Fonte da imagem: pixabay.

VAMOS DESCOBRIR...

Os répteis (do latim reptilis, que se arrasta) são vertebrados terrestres, ovíparos, cujo corpo é revestido por escamas córneas. São conhecidas cerca de 7 mil espécies atuais de répteis, divididas em três ordens: Chelonia, que inclui as tartarugas e os cágados; Squamata, que inclui as serpentes e os lagartos; e Crrocodila, que inclui os crocodilos e os jacarés.

DISTRIBUIÇÃO

Em muitos aspectos, os Crocodylia são os Archosauria viventes que mais se assemelham às formas da Era Mesozóica. Apenas 23 espécies de Crocodylia sobrevivem atualmente. 


crocodilo
Figura 2. Crocodilo-do-nilo. Fonte da imagem: pixabay.

A maioria é encontrada em regiões tropicais e sub-tropicais, mas três espécies apresentam distribuição que se estende pela zona temperada.

DIVISÃO TAXONOMICA

Os sistematas dividem os Crocodylia atuais em três famílias: os Alligatoridae incluem as duas espécies de aligátores vivos e os jacarés (Figura 8). Com exceção do aligátor chinês, os Alligatoridae formam um grupo exclusivo do Novo Mundo. O aligátor americano (Figura 3) é encontrado nos Estados da costa do Golfo e várias espécies de jacarés ocorrem do México à América do Sul e através do Caribe.
Os aligátores e jacarés são formas de água doce, enquanto que os Crocodylidae incluem espécies como o crocodilo de água salgada, que habita estuários, manguezais, pântanos e regiões baixas de grandes rios. Essa espécie ocorre amplamente na região Indo-Pacífica e penetra no arquipélago Indo-Australiano até o norte da Austrália. No Novo Mundo, o crocodilo americano está no seu ambiente, quando no mar, e ocorre em regiões costeiras, desde o extremo sul da Flórida, passando pelo Caribe, até o norte da América do Sul.


jacaré
Figura 3. Filhote de jacaré. Fonte da imagem: pixabay.

O crocodilo de água salgada (Figura 2) é, provavelmente, a maior espécie atual de Crocodylia. Até recentemente, os adultos podem ter atingido comprimentos de 7 metros. Os Crocodylia crescem lentamente, uma vez atingida a maturidade, e demoram a alcançar um grande tamanho. Devido à caça intensiva nos dois últimos séculos, poucos Crocodylia atingem, atualmente, o tamanho que são capazes de alcançar geneticamente. Nem todos os Crocodylia são gigantes, várias espécies de pequeno porte vivem em corpos d’água menores. O jacaré-corôa da América do Sul e o crocodilo-anão da África, têm cerca de um metro de comprimento quando adultos e vivem em riachos de correnteza veloz.
A terceira família de Crocodylia, Gavialidae, contém uma única espécie, o gavial (Figura 4), que já ocorreu em grandes rios, do norte da Índia até Bruma. Essa espécie possui o focinho mais estreito de todos os Crocodylia. Esse focinho muito estreito representa uma especialização para alimentar-se de peixes que são capturados por meio de um súbito golpe lateral da cabeça.


gavial
Figura 4. O gavial. Fonte da imagem: pixabay.

DIFERENÇAS E CARACTERÍSTICAS FÍSICAS

Uma diferença simples para identificar seria nos dentes superiores e inferiores (Figura 5), nos jacarés não são alinhados, enquanto os do crocodilos são. Outra diferença é o formato da cabeça (Figura 6). Enquanto o jacaré tem focinho largo e arredondado, a cabeça do crocodilo é mais afilada. Vejam algumas características físicas abaixo:

Jacarés

- Possuem o focinho largo e arredondado;
- Seus dentes superiores não são alinhados com os superiores;
- As escamas do seu ventre não possuem poros glandulares;
- Seus dentes possuem o mesmo tamanho e quando ele fecha a boca nenhum deles aparece.


jacaré-e-crocodilo
Figura 5. Diferença entre jacaré e crocodilo. Fonte da imagem: estudokids.

Crocodilos

- Seus dentes superiores são alinhados com os inferiores;
- Sua cabeça é afilada;
- O quarto dente inferior de cada lado é bem maior do que os outros dentes, fazendo com que ao fechar a boca fique a mostra;
- As escamas do seu ventre possuem poros glandulares.


aligator-crocodilo
Figura 6. Diferença vista pelo dorso do crânio de um aligator e um crocodilo. Fonte da imagem: neoseeker.

CURIOSIDADE EXTRA

O músculo que abre a boca de um crocodilo ou jacaré (o depressor da mandíbula) se estende da parte caudal do crânio ao processo retroarticular (isto é, uma extensão do osso além da sua articulação) da mandíbula. 


Crocodilo
Figura 7. Crocodilo. Fonte da imagem: pixabay.

O depressor da mandíbula é um músculo curto com pouca vantagem mecânica. Uma pessoa é capaz de manter a boca de um crocodilo fechada facilmente, como pode ser visto nos programas de televisão sobre animais quase diariamente.
Em contraste, os músculos de fechamento da mandíbula são muito poderosos. Os Crocodylia de focinho largo se alimentam de tartarugas adultas que são esmagadas nas usas mandíbulas super poderosas. 


Jacaré adulto
Figura 8. Jacaré adulto. Fonte da imagem: pixabay.

As formas do focinho dos crocodilianos estão intimamente associadas à especialização alimentar e formas similares tem evoluído repetidamente, em diferentes linhagens, a partir da Era Mesozoica (BROSHU, 2001).

Referências
AMABIS, José Mariano; MARTHO, Gilberto Rodrigues. Biologia dos Organismos. Classificação, estrutura e função nos seres vivos. Editora Moderna. Volume 2. 1ª edição. 1998.
BROCHU, C. A. Crocodylian snouts inspace and time: Phylogenetic approaches toward adaptive radiation. American Zoologist. 2001.
POUGH, F. Harvery; JANIS, Christine M; HEISER, John B. A vida dos vertebrados. Atheneu Editora São Paulo, 2006.

Antes de terminar vejam um vídeo do canal Guga Junior, sobre Jacarés, Crocodilos e Gaviais:




E VENHA SEGUIR NOSSAS COLEÇÕES NO GOOGLE PLUS, ONDE CADA UMA DE NOSSAS POSTAGENS ESTÃO EM CATEGORIAS:

 https://plus.google.com/collection/YLgT0 https://plus.google.com/collection/YU0mQB https://plus.google.com/collection/UNFrQB

Nenhum comentário:

Postar um comentário