O que seria um fóssil vivo?

Você já deve ter ouvido alguém falar de um animal que ele é um fóssil vivo, mas o que esse termo significa?

 http://www.bioorbis.org/2019/02/o-que-seria-fossil-vivo.html
Um animal fóssil. Pixabay/Domínio Público.

VAMOS DESCOBRIR...

O QUE É UM FÓSSIL VIVO?


Literalmente um “fóssil vivo” é um termo contraditório porque, obviamente, fósseis estão mortos. Mas ocasionalmente uma espécie sobrevive até o presente mudando muito pouco sua aparência externa desde o começo da sua linhagem.



Nesses fósseis vivos a evolução foi suspensa. Em razão de eles manterem características ancestrais em seus corpos, e também pelo fato de estarem vivos, eles trazem consigo a fisiologia e o comportamento que faltam nos fósseis preservados.

Amia-esturjão-fóssil-vivo
Figura 2. O esturjão da espécie Amia, considerado um fóssil vivo. Pixabay/Domínio Publício.

Todos os animais vivos, não apenas alguns poucos privilegiados, mantêm pelo menos superficialmente características que são lembranças de um tempo anterior da sua evolução.



O ornitorrinco, um mamífero peludo da Austrália, ainda põe ovos, uma característica remanescente dos seus ancestrais reptilianos. Até os seres humanos mantêm características ancestrais. Nós temos pelos, por exemplo, que vêm do ancestral mais antigo dos mamíferos. Supondo que podemos até mesmo considerar a nossa coluna vertebral como uma característica proveniente dos peixes!

EXEMPLOS DE FÓSSEIS VIVOS


No entanto, o que a maioria dos cientistas quer dizer quando chama de “fóssil vivo” é uma espécie não especializada ainda, viva atualmente, constituída a partir das mesmas características ancestrais que apareceram no início da linhagem. Em termos de formato da cabeça e do corpo, os crocodilos são chamados de fósseis vivos, assim como os esturjões e à Amia (Figura 2).

Sphenodon-lagarto-fóssil-vivo
Figura 3. O lagarto da espécie Sphenodon, considerado também um exemplo de fóssil vivo. Fonte da imagem: ryanphotographic.

Ao longo da costa da Nova Zelândia existe um réptil parecido com lagarto, o Sphenodon (Figura 3). Com quatro pernas e escamas, ele parece com um lagarto comum, embora mais gordo e grosso. No entanto, sob a pele, o sistema esquelético, sobretudo o crânio é mais antigo.


Um dos mais surpreendentes fósseis vivos é o peixe sarcopterígeo Latimeria, um celacanto (Veja um post completo sobre ele aqui: http://www.bioorbis.org/2014/01/celacanto-fossil-vivo.html). Esse peixe e um parente distante do grupo que originou os primeiros tetrápodes. E até 1939, pensava-se que a Latimeria estivesse extinta há milhões de anos.



Referência
KARDONG, Kenneth V. Vertebrados, Anatomia Comparada, Função e Evolução. Editora Roca LTDA, 2011. 10-3668. CDD: 596. CDU: 597/599.

Para finalizar veja um vídeo do canal felipe de souza lima, sobre Tubarão Enguia, Fóssil Vivo:


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.