A corrida para salvar as plantas mais raras do mundo

Em uma jornada importante para salvar espécies de plantas que estão a beira da extinção.

A-corrida-para-salvar-as-plantas-mais-raras-do-mundo
O botânico Steve Perlman. Fonte da imagem: National Geographic Onward.

Vamos juntos descobrir com Steve Perlman...

Apenas alguns minutos antes do meio-dia na ilha do Pacífico de Kauai, Steve Perlman, um botânico em uma pesquisa de campo desce no Vale de Kalalau Rim, um pedaço de terra íngreme, sem trilhas para caminhadas e nem vias de acesso. A borda fica dentro de Na Pali Coast State Park, onde os turistas vêm ver as encostas rochosas esculpidas afastado pelo Pacífico. Em sua pesquisa, Perlman escalando o penhasco avista uma pequena amostra de planta que parece misturar-se com a flora em torno dele. É conhecida como a ale (pronunciado ah-lay) ou Princeps plantago, uma planta que pertence à família da banana. 

Mesmo a maioria dos havaianos nunca tê-la visto, isso é principalmente porque apenas algumas dessas plantas eles ainda não conhecem. Em virtude de seu isolamento geográfico, o Havaí tem algumas das plantas mais raras e originais do mundo. No Havaí essas plantas podem ter pego uma a rota menos percorrida, flutuando através do oceano ou pegaram uma carona nas fezes de aves migratórias (pelas sementes). O Estado do Havaí tem aproximadamente 1.200 espécies nativas e 90% delas são endêmicas.


ISOLAMENTO GEOGRÁFICO DAS RARAS ESPÉCIES DE PLANTAS


Devido ao isolamento geográfico do Havaí, não há lugar para espécies endêmicas migrarem quando são predadas por invasores como cabras, ratos, ou ervas daninhas, os quais foram trazidos para as ilhas por seres humanos. Das 1.200 espécies endêmicas, 100 já foram levadas à extinção por espécies invasoras introduzidos pelo homem. Centenas de outras estão na lista de espécies ameaçadas de extinção. De todas as plantas listadas como ameaçadas de extinção, 42% deles são do Havaí.


Princeps-plantago
Princeps plantagoFonte da imagem: National Geographic Onward.

Perlman é um botânico do Jardim Botânico Tropical Nacional, instituto de pesquisa criado em 1964. O jardim possui arbustos tropicais e árvores altas, cortado por um rio que leva para o oceano. Esse Jardim futuramente foi usado para o cinema, em 1992, Steven Spielberg trouxe sua equipe para o jardim para filmar Jurassic Park. Uma década mais tarde, Johnny Depp apareceu em torno do mesmo jardim como Jack Sparrow em Piratas do Caribe. Plantas raras são difíceis de encontrar, segundo Perlman. Muitos dessas sobreviventes ele encontrou em longas caminhadas através de desfiladeiros, às vezes de caiaques em vales remotos ou através de helicóptero para chegar a cânions inacessíveis.

Perlman-botânico
Fonte da imagem: National Geographic Onward.

A planta Plantago tem frutos pequenos e sementes que são uma fundamentais para manter a planta viva, talvez no laboratório. Ao longo de sua carreira, Perlman viu plantas extintas, vinte pela sua conta. "Pode ser profundamente deprimente para assistir uma espécie que evoluiu ao longo de milhões de anos tomar o seu último suspiro na frente de seus olhos", disse Perlman.

POR QUE SALVAR ESSAS PLANTAS?


Há uma razão prática para salvar plantas raras, de todas as plantas da Terra, uma estimativa de 400 mil espécies, apenas cerca de 1% já foram estudados para determinar seu potencial biomédico. Um composto vegetal indiano conhecido como gedunin, tanto tempo tinha sido usado para tratar a malária e inflamações, foi encontrado para ser um possível antídoto para o crescimento do câncer. Em Samoa, uma planta conhecida como Mamala foi confirmada por ter um potencial no tratamento da AIDS.

"Nós nunca vamos realmente saber o que muitas dessas plantas podem fazer se eles desaparecem", disse Perlman. Em outras palavras, salvando plantas raras e até mesmo as comuns, no futuro elas podem salvar vidas humanas. O trabalho de prevenção e de extinção nunca termina. Preservar e conservar, um dia no futuro pode nos ser benéfico em diferentes maneiras e situações.

Para finalizar vejam um vídeo do botânico em ação, do canal da National Geographic:




E VENHAM SEGUIR NOSSAS COLEÇÕES NO G+, ONDE TODAS NOSSAS POSTAGENS ESTÃO EM CATEGORIAS E VOCÊ NÃO PERDE NENHUMA ATUALIZAÇÃO, É SÓ CLICAR NAS IMAGENS ABAIXO PARA ACESSAR:

 https://plus.google.com/collection/o9fhQBhttps://plus.google.com/collection/slsfQB

 https://plus.google.com/collection/Q5LvSB https://plus.google.com/collection/YLgT0

Nenhum comentário:

Postar um comentário