Limpa-folha-do-nordeste: a última cena de uma espécie extinta

No vídeo no final do post, você pode ver o que é provavelmente o último indivíduo de uma espécie, o Philydor novaesi (limpa-folha-do-nordeste).


 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/09/limpa-folha-do-nordeste-ultima-cena-de.html
Limpa-folha-do-nordeste (Philydor novaesi). Fonte da imagem: WikiAves. Foto: Ciro Albano

VAMOS DESCOBRIR...



LIMPA-FOLHA-DO-NORDESTE, UMA AVE RARA E AMEAÇADA DE EXTINÇÃO


O limpa-folha-do-nordeste é uma ave passeriforme da família Furnariidae. Seu nome científico significa: do (grego) philos = que adora, que ama; e hudör = água; philudros = apaixonado por água; e de novaesi = homenagem ao ornitólogo brasileiro, Fernando da Costa Novaes - (1927-2004). ⇒ (Ave) de Novaes apaixonada por água.

Características morfológicas do limpa-folha-do-nordeste


Mede 18 centímetros. Apresenta uma plumagem bem mais modesta do que o limpa-folha-coroado (Philydor atricapillus), com uma coloração vermelho-tijolo-escura.



Alimentação do limpa-folha-do-nordeste


Busca seu alimento, composto predominantemente por insetos, nas folhas secas e bromélias que se encontram sobre os galhos.



Hábitos e habitat do limpa folha-do-nordeste


O limpa-folha-do-nordeste é uma espécie endêmica, recentemente descrita nas matas serranas residuais de Alagoas e Pernambuco entre 400 e 550 metros de altitude. Vive nos estratos mais altos da floresta. Está criticamente ameaçado de extinção, vendo-se confinado em pequenas e restritas áreas, e sofrendo com a destruição de seu habitat.



A Estação Ecológica de Murici, um dos poucos locais onde pode ser encontrado, é uma das florestas mais ricas e ameaçadas do mundo, considerada uma das regiões prioritárias para a conservação de aves no Hemisfério Ocidental. Nos últimos anos, a região teve sua extensão radicalmente reduzida.

A última cena de uma espécie extinta


A cena, capturada pela lente do fotógrafo e ornitólogo Ciro Albano, foi gravada em 2011. Desde então, nenhuma ave da espécie foi vista ou ouvida. Uma publicação recente coordenada pelo ornitólogo Luis Fabio Silveira, do Museu de Zoologia da USP, coloca o limpa-folha-do-nordeste em uma lista de três aves extintas no Brasil, todas endêmicas da Mata Atlântica nordestina (leia mais no Pesquisa FAPESP).




Além dele, não há mais notícias do caburé-de-pernambuco (Glaucidium mooreorum) e do gritador-do-nordeste (Cichlocolaptes mazarbarnetti). São as primeiras aves declaradas extintas no Brasil desde o século XIX. 



A corrida (e a torcida) agora é para que sejam as últimas no século XXI. Mais de 150 espécies constam da lista de aves criticamente ameaçadas no país. Veja o vídeo abaixo da provável última cena do limpa-folha-do-nordeste:


Referência
POUGH, F. Harvery; JANIS, Christine M; HEISER, John B. A vida dos vertebrados. Atheneu Editora São Paulo, 2006.
Sites: National Geographic Brasil; WikiAves

Nenhum comentário:

Imagens de tema por sndrk. Tecnologia do Blogger.