O registro fóssil do cuidado parental

Incrível descoberta de fósseis que mostram uma mamãe réptil cuidando dos seus pequenos bebês. Esse é o mais antigo registro do cuidado parental.


https://www.bioorbis.org/2015/01/o-registro-fossil-do-cuidado-parental.html
Uma reconstrução artística de um adulto Philydrosaurus cuidando de seus filhotes. Crédito: Zhao Chuang.

VAMOS DESCOBRIR...


 https://www.youtube.com/channel/UCdjF1j_jYXGznBq955YWDoQ

A DESCOBERTA DO DE UM RÉPTIL E O CUIDADO PARENTAL


Os restos fossilizados de um pequeno réptil aquático cercado por seis bebês (veja na Figura 2) sugerem que o animal extinto estava cuidando dos mais pequenos quando eles morreram, segundo um novo estudo.



O réptil é uma espécie extinta dos chamados Philydrosaurus (gênero extinto de antigos répteis encontrados na China, veja na Figura 3), e provavelmente viveram durante o Cretáceo Inferior, um período de tempo que se estende por cerca de 145 para cerca de 100 milhões de anos atrás. Um agricultor anônimo doou os "esqueletos maravilhosamente preservado" para o Museu Jinzhou de Paleontologia, no nordeste da China, em 2010.

Figura 2. Uma fotografia do fóssil mostra um réptil adulto cercado por jovens da mesma espécieCrédito: Lu, Junchanget al. Geociências Journal.

O adulto do grupo é aproximadamente quatro vezes o tamanho dos mais pequenos, que parecem ser juvenis das mesmas espécies. Todos os jovens são semelhantes em tamanho, por isso é provável que eles nasceram em uma ninhada, ao mesmo tempo, disseram os pesquisadores. Tendo em conta que todos estes animais morreram bem próximos um do outro, é provável que o adulto cuidava dos jovens bebês.



"Embora seja possível que os indivíduos foram todos arrastados juntos durante ou logo após o evento que os matou, é certo que este espécime mais provável represente uma instância de cuidado parental pós-natal", escreveram os pesquisadores no estudo.


O cuidado parental nos animais


Cuidado parental é visto em outros animais, incluindo crocodilos e aves, que viveram durante o tempo dos dinossauros. Por exemplo, crocodilos defendem seus filhotes dos predadores, e os pássaros protegem e alimentam seus filhotes.

É raro, mas não inédito, para encontrar evidência fossilizadas do cuidado parental entre os animais antigos. Pesquisadores descobriram outras instâncias do cuidado parental entre os dinossauros Psittacosaurus (gênero extinto de dinossauros bípedes) e Oryctodromeus (dinossauros herbívoros bípedes), bem como na família Varanopidae, os "Pelycosaur", um réptil antigo que parecia um lagarto monitor moderno.


Figura 3. Outra reconstrução artística de como seria em vida o Philydrosaurus. Fonte da imagem: Pinterest.

Na verdade, o comportamento de "cuidar" provavelmente evoluiu várias vezes em vertebrados, disseram os pesquisadores. Neste caso, o adulto é provável que era uma mãe, de acordo com uma análise da anatomia da criatura, disseram os pesquisadores.



"Isso mostra que os Philydrosaurus tinham o cuidado parental com os jovens após a eclosão, sugere proteção pelo adulto, presumivelmente contra predadores", escreveram os pesquisadores no estudo. "O seu tamanho relativamente pequeno teria significado que eles provavelmente foram expostos a altas pressões e predação, como o nascimento com vida, e os cuidados pós-natal dos pais pode ter melhorado a sobrevivência da prole. "

Referências
POUGH, F. Harvery; JANIS, Christine M; HEISER, John B. A vida dos vertebrados. Atheneu Editora São Paulo, 2006.
Sites: LiveScience.

Nenhum comentário:

Imagens de tema por sndrk. Tecnologia do Blogger.