Aves do terror: os pássaros pré-históricos gigantes

Aves que causam terror? Por incrível que pareça sim. Mas esses pássaros aqui tem 2 metros de altura e são armados com garras mortais.


https://www.bioorbis.org/2015/05/passaros-do-terror.html
A ave do terror da espécie Titanis walleri. Fonte da imagem: mundodosanimais.

VAMOS DESCOBRIR...
Um grupo de paleontólogos descreveu um novo gênero e espécie de pássaros gigantes da família Phorusrhacidae que viveram no que é hoje é a Argentina durante a época Plioceno, cerca de 3,5 milhões de anos atrás.


A FAMÍLIA DAS AVES TEMÍVEIS


A família Phorusrhacidae (os chamados aves do terror, ou pássaros do terror) foram um grupo de pássaros carnívoros terrestres extintos que são conhecidos principalmente do Cenozoico da América do Sul, mas também do Plio-Pleistoceno da América do Norte e do Eoceno de África.


MORFOLOGIA E HABITAT DAS AVES PREDADORAS PRÉ-HISTÓRICAS


Estas aves tinham uma massa corporal muito grande, até 70 kg, e mediam cerca de 0.9 - 2 à metros de altura.




Eles eram os predadores predominantes durante o Cenozoico e, certamente, um dos grupos mais marcantes que viveram durante esse período.

Figura 2. Ave do terror da espécie Llallawavis scagliai. Crédito da imagem: H. Santiago Druetta.



A NOVA ESPÉCIE DE AVE DO TERROR DESCOBERTA


A nova espécie, nomeadas pela Scaglia’s Magnificent Bird, é a ave do terror mais completa já descoberta, com quase 100% do esqueleto fóssil requintadamente preservado. Veja na imagem abaixo:

Figura 3. Esqueleto fóssil quase completo de Llallawavis scagliai. Crédito da imagem: M. Taglioretti / F. Scaglia.

O nome científico do pássaro é Llallawavis scagliai. Llallawa significa magnífico na língua Quechua em referência à natureza dos restos mortais do pássaro do terror, e avis significa pássaro. Ou seja de terror não tem nada em seu nome, mas sim pássaro magnífico.

O nome da espécie homenageia Galileo Juan Scaglia (1915-1989), naturalista e diretor do Museu Municipal de Ciencias Naturales Lorenzo Scaglia em Buenos Aires, Argentina, durante 1940-1980.

Llallawavis scagliai era uma ave do terror de tamanho médio com uma massa corporal estimada de 18 kg e altura estimada de 1,2 m.

De acordo com os paleontólogos, a amostra revela detalhes da anatomia da espécie, que raramente é preservada no registro fóssil, incluindo a região auditiva do crânio, caixa de vocal, traqueia completa, ossos da região dos olho, e o palato completo, permitindo uma compreensão sem precedentes dos sentidos dessas aves do terror.




"A audiência média estimada para este pássaro do terror ficou abaixo da média para as aves que vivem. Isto parece indicar que Llallawavis scagliai pode ter tido uma faixa de freqüência baixa, com isso uma vocalização baixa, presumivelmente utilizada para a comunicação acústica intraespecífica ou detecção de presas", disse o Dr. Federico Degrange da Universidade Nacional de Córdoba, CONICET e do Centro de Investigaciones en Ciencias de la Tierra, Argentina, que é o autor principal do artigo publicado no Journal of Vertebrate Paleontology.

Referências
POUGH, F. Harvery; JANIS, Christine M; HEISER, John B. A vida dos vertebrados. Atheneu Editora São Paulo, 2006.
Sites: Sri-News.com

Nenhum comentário:

Imagens de tema por TommyIX. Tecnologia do Blogger.