Especial Halloween: você sabe o que é um flavorizante?

No Halloween, nada melhor que uns doces ou travessuras não é mesmo? Confiram o que são os Flavorizantes no qual você pode encontrar em um doce que irá comer nesse Dia das Bruxas.

 https://www.bioorbis.org/2015/10/especial-halloween-voce-sabe-o-que-e-um.html
Abóboras em um festival de Halloween. Pixabay/Domínio Público.

VAMOS DESCOBRIR...

✅ Canal no Youtube | Inscreva-se AGORA ✅
 https://www.youtube.com/channel/UCdjF1j_jYXGznBq955YWDoQ?sub_confirmation=1

Se você estiver de olhos vendados, comendo um alimento que não viu qual é, você saberia qual seria? Muito provavelmente será de capaz de identificá-lo pelo gosto. No entanto, quando estamos resfriados, isso se torna mais difícil ou até impossível. Mas por quê?

Não deixe de ver os outros especiais de Halloween:





AROMA E FLAVOR


A língua, ao contrário do que se pensa costumeiramente, sente apenas quatro sabores: azedo, amargo, salgado e doce. Durante a mastigação, a língua sente o sabor do alimento e, na cavidade nasal, sensores apropriados sentem o aroma (cheiro).

Sabor e aroma se completam e se confundem, formando a sensação que é tecnicamente designada pela palavra inglesa flavor. Assim, flavor significa sabor + aroma.


Figura 2. Ésteres são substâncias orgânicas largamente empregadas como flavorizantes em balas de doces. Pixabay/Domínio Público.

Quando ficamos resfriados, a cavidade nasal congestiona-se, e, dessa forma, não sentimos o aroma. Percebemos apenas os quatro sabores básicos, o que nos faz pensar que parte do gosto está faltando.

Muitos produtos contêm no rótulo a informação de que possuem flavorizantes. Trata-se de substâncias que dão a eles o flavor caraterístico. Existe uma infinidade de compostos orgânicos empregados como flavorizantes naturais e artificiais.

Entre os flavorizantes artificias, destacam-se os pertencentes ao grupo dos ésteres. Vários sabores de frutas podem ser bem imitados com baixos custos usando-se um ou, no máximo, dois desses compostos.

Referência 
PERUZZO, Francisco Miragaia; CANTO, Eduardo Leite. Química na abordagem do cotidiano. Editora Moderna, 4ª edição.

Nenhum comentário:

Imagens de tema por clintspencer. Tecnologia do Blogger.