Como as aranhas produzem as suas teias e quais os tipos que existem?

Quando o assunto são aranhas, muitas pessoas saem correndo e nem querem conversa. Mas pra você que gosta desses animais, sabe como elas produzem suas teias e quais tipos existem?


Uma aranha-de-prata (Argiope argentata) com sua teia em formato de X. Foto: Cleverson Felix.


VAMOS DESCOBRIR...


https://www.youtube.com/channel/UCdjF1j_jYXGznBq955YWDoQ?sub_confirmation=1


Quem ou o que são as aranhas?


As aranhas são invertebrados pertencentes a classe dos aracnídeos (Arachnida), que também, dentro desta classe podemos incluir os escorpiões, os opiliões, os carrapatos, os pseudo-escorpiões, os solífugos, os amblipígio e entre outros. E aposto que você não sabia que essa classe tinha tantos animais diferentes, pois possuindo um nome de aracnídeos, da a entender que só se encaixa as aranhas, mas não essa galerinha toda ai está junto com elas.


A morfologia desses invertebrados é simples, possuem quatro pares de pernas inseridas no cefalotórax (também chamado prossoma), que é coberto por uma carapaça quitinosa, um par de apêndices modificado em quelíceras que pode ser disposta de modo paraxial ou diaxial, um par de pedipalpos que variam em forma dependendo da ordem e com funções diferenciadas, sem antenas (ai os insetos que tem), abdome sem divisão definida. Pode haver particularidades, como no caso das aranhas, com a presença das fiandeiras que são utilizadas para a produção de seda (que é nosso foco aqui da postagem) e os escorpiões com a presença do aguilhão no último segmento do abdome.


Bom já apresentamos quem são as aranhas de um modo geral, agora vamos ao que interessa, como elas produzem suas teias e quais os tipos que existem? Se é que existem tipos.


Leia também:


COMO AS ARANHAS PRODUZEM SUAS TEIAS?


Bom, primeiro como as aranhas produzem as teias? Na parte de trás do abdome da aranha existem glândulas chamadas sericígenas (veja na Figura 1), que secretam um tipo de proteína. Dentro da glândula a teia está líquida, mas quando entra em contato com o ar torna-se sólida, como um fino fio de seda com o qual será construído a teia. Lembra das famosas fiandeiras que falei anteriormente? Então, são essas glândulas ai.


Figura 1. Glândulas sericígenas. Fonte da imagem: BITTENCOURT, 2007.


A sua estrutura e formato vai depender da finalidade, ou seja os tipos de teia, que vamos falar em seguida. Para construir a teia, uma aranha leva entre 20 e 30 minutos. A durabilidade de cada uma varia de horas até mais de uma semana.


Biologia da seda das aranhas


As aranhas desenvolveram um sistema complexo de glândulas distintas especializadas em secretar seda. Essas glândulas não apenas mantêm reservatórios separados de proteínas de seda individuais, mas as observações da estrutura total do aparato de fiação revelam que cada glândula se conecta as fúsulas das fiandeiras. Esta organização não apenas permite que a aranha reserve certas sedas para usos específicos, mas também proporciona a produção de múltiplas fibras simultaneamente. Compreender, e assim, reproduzir como a aranha tece a seda exige conhecimento sobre como a seda é secretada e armazenada na glândula; e também sobre as forças necessárias para produzir e expelir uma fibra sólida a partir de uma solução líquida cristalina de fiação, sem usar solventes extremos ou outras condições ambientais.


Leia também:


QUAIS SÃO OS TIPOS DE TEIAS QUE AS ARANHAS PRODUZEM?


Agora vamos aos tipos de teias que as aranhas produzem. Ao longo da sua evolução e colonização as aranhas em diferentes ecossistemas, as aranhas desenvolveram suas glândulas produtoras de seda para produzir vários tipos diferentes de teias. Sim, existem vários tipos diferentes de teias de aranhas, e você achando que só tinha uma, ou uma simples teia.


Existem quatro tipos principais de teias que as aranhas produzem:


1 - Teias de Captura


Foto de ArtHouse Studio no Pexels


As teias de captura são as que vemos com mais facilidade porque a aranha a tece em locais abertos, onde os insetos passam. Ela lança um fio principal e, a partir dele, organiza uma espécie de rede. Parte dela é coberta com uma substância viscosa na qual as vítimas ficam coladas.


2 - Teias de Refúgio


Aranha-teia-de-funil. Foto: Cleverson Felix.


As teias de refúgio são a casa das aranhas, formadas por um grande emaranhado de fios, muitas vezes parecendo tubos.


3 - Teias de Cópula


As teias de cópula formam uma espécie de copinho nos quais o macho deposita o esperma para depois colocá-lo na fêmea.


4 - Teias de Muda


Troca de exoesqueleto de uma aranha. Fonte da imagem: http://equipearacna.blogspot.com/


Algumas espécies de aranha trocam seu esqueleto (que é externo, como o das baratas) penduradas em fios. São as chamadas teias de muda.


OUTROS TIPOS DE TEIAS E TIPOS DE SEDA DAS ARANHAS


Os fios de seda podem também ter outra finalidade. As aranhas papa-moscas, comuns dentro das casas que de vez em quando você elas pulando (e são inofensivas, só pra constar), usam as teias para não cair. Ao se locomoverem, elas pulam de um lugar para o outro. A cada pulo, criam mais um fio que garante sua segurança. Já as aranhas conhecidas como aranhas-gladiador, do gênero Deinopis, fabricam uma rede, ficam segurando até que apareça uma presa e jogam-na, como uma armadilha, para aprisionar as suas presas.


Leia também:


Tipos de seda das aranhas


Os tipos de teia e formatos agora vocês já sabem, mas a cada fio dessa teia é formada pela seda, produzida como dissemos lá atrás pelas glândulas sericígenas ou as fiandeiras. E esses tipos de seda dependem sim, de cada ambiente onde essas aranhas vivem. E não só as aranhas foram capazes através da sua evolução terem a capacidade da produção de seda, e sim outros animais, como o bicho-da-seda e outros insetos.


E os tipos são:


1 - Ampolada principal


Linha de segurança, elementos estruturais primários secos da maioria das teias de captura.


2 - Ampolada secundária


Espiral temporária do orbe.


3 -Tubiforme


Seda externa rígida para casulos.


4 - Aciniforme


Usada para envolver as presas, para decorar a teia e na camada interior de casulos.


5 - Flageliforme


Esta proteína seda é para manter a integridade da teia.


6 - Agregata


Está glândula produz a cola pegajosa da seda flageliforme que reveste o núcleo da espiral da captura da teia.


7 - Piriforme


Embora a seda da piriforme seja fundamental á teia orbicular aérea, nem a sequência ou as propriedades mecânicas dessa seda responsável pela adesão da teia a superfícies é conhecida.


Identificar as excelentes propriedades mecânicas da seda de aranha é fácil, porém a fonte de tal extraordinário design da natureza ainda permanece desconhecida. Há três explicações possíveis para o conjunto de atributos materiais, aparentemente incomparáveis. Primeiro, a resposta reside na arquitetura molecular das proteínas. Segundo, a chave encontra-se no aparato de fiação da aranha. Por último e talvez o mais realista, uma combinação de ambas, da sequência das proteínas junto com o inconfundível aparato de fiação, responderia pelo equilíbrio entre resistência e elasticidade.


Leia também:


Referências

BITTENCOURT, Daniela Matias de Carvalho. Caracterização molecular de proteínas de sedas de aranhas da biodiversidade brasileira. Universidade de Brasília, Instituto de Biologia, Departamento de Biologia Celular. Brasília, 2007.

Acesse o PDF para download: 

https://repositorio.unb.br/bitstream/10482/5779/1/Tese%20Final.pdf

Nenhum comentário:

Imagens de tema por andynwt. Tecnologia do Blogger.