Besouro-tigre: o caçador cego

O besouro-tigre pode correr tão rápido que cega a si mesmo!? Será verdade?


 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/02/besouro-tigre-o-cacador-cego.html
O besouro-tigre (Cicindela decemnotata), o caçador cego. Fonte da imagem: beetlesinthebush.

VAMOS DESCOBRIR...

As cicindelas ou escaravelhos tigre, forma um grupo de coleópteros que abrange aproximadamente 2.500 espécies difundidas por todo o mundo, com especial presença nas zonas tropicais e subtropicais. Não estão presentes em áreas frias. Vivem em muitos habitats e são vistos frequentemente em locais luminosos e abertos, em zonas arenosas e áridas, litorais e prados e até em áreas de pastagem alpinas (nos Alpes, até em altitudes superiores a 3.000 metros).

CLASSIFICAÇÃO CIENTÍFICA

A classificação dessas espécies é motivo de debates entre os entomólogos. Tradicionalmente é considerada uma família diferente dos coleópteros adéfagos, Cicindelidaes, mas nos últimos anos muitos pesquisadores preferem considerar este grupo como uma subfamília dos Carabidae. De qualquer forma continua um grupo de inseto bem caracterizado e reconhecível pela forma de seus representantes.

NAS PRESAS DO CAÇADOR

Os adultos alimentam-se de outros gêneros de artrópodes e de invertebrados, de acordo com o local em que vivem. Para os anglo-saxões seu nome comum "tiger beetle" (besouro tigre) pela forma como se lança rapidamente para atacar suas presas


Cicindela-hirticollis
Cicindela hirticollis. Fonte da imagem: National Geographic.

Este nome, na realidades, tem sua origem na descrição em latim feita pela primeira vez por Lineu, "insectorum tigrides veloces", por se tratar de insetos carnívoros ferozes, agitados, sempre em movimento e com contínuos e rápidos deslocamentos em voo.

VIDA NO SUBSOLO

Sua larva é original, também uma caçadora, e permanece escondida no solo, em pequenas galerias subterrâneas, preparando emboscadas aos desafortunados insetos que passam em cima ou próximo de seu ninho, aos quais arrasta para seu esconderijo e despedaça.
Podem divisar a presa com muita precisão graça aos numerosos olhos e ocelos em sua cabeça. O comportamento das larvas lembra ao das larvas, bem conhecidas, das formigas-leão. O desenvolvimento larvário dura vários anos, as espécies europeias geralmente demoram entre dois a quatro anos.

A VELOCIDADE DO BESOURO-TIGRE

Existem 2.600 espécies desses insetos predadores de pernas longas, o mais rápido pode correr até 5 km por hora, cobrindo 120 comprimentos do seu corpo em um único segundo. Para efeito de comparação, Usain Bolt cobre apenas 5 comprimentos corporais por segundo. Para coincidir com o besouro, ele teria de correr a 480 quilômetros por hora.

Cicindela-Oxycheila-tristis
Cicindela Oxycheila tristis, um exemplar do Brasil. Fonte da imagem: planetainvertebrados

Os besouros-tigre usam esta incrível velocidade que atropelam tanto presas e seus companheiros. Mas como eles correm nessa velocidade tão rápida, em seu campo de visão o ambiente se torna um borrão porque seus olhos simplesmente não conseguem captar a luz suficiente para formar uma imagem. 

Eles têm uma visão extremamente afiada para insetos, mas quando eles estão correndo, as manchas mudam em um borrão inexpressivo. Para compensar, o besouro tem que parar e detectar a sua presa de novamente, antes de retomar a perseguição. Mas os besouros tigre não se importam porque... bem ... eles são muito, muito rápidos. Eles podem dar ao luxo de parar no meio de uma perseguição, porque eles são tão ridiculamente rápidos quando estão em movimento, que podem retomar a perseguição.
Cole Gilbert da Universidade de Cornell descobriram o estilo de caça dos besouros-tigre em 1998. Agora, juntamente com Daniel Zurek , ele trabalhou com eles em lidar com outro problema: os obstáculos.

Cicindela-hirticollis
Besouro-tigre-de-pescoço-peludo americano (Cicindela hirticollis). Fonte da imagem: National Geographic.

Em alta velocidade, é difícil evitar os obstáculos a sua frente. Mas tente fazê-lo quando seus olhos não podem ver, muito menos pequenas pedras ou detritos no caminho. Um besouro-tigre correndo está permanentemente em "modo de colisão" , diz Zurek. "É como quando eu estou dirigindo um carro muito rápido e não usar meus óculos. Quando algo pula na estrada, eu não posso parar no tempo".


Ele descobriu como lidar com isso assistindo uma espécie do besouro-tigre-de-pescoço-peludo Americano (Cicindela hirticollis). Quando em corrida, ele sempre mantém suas antenas na mesma posição fixa: para a frente, num ângulo de um V, e um pouco acima do solo. As antenas podem se mover, mas eles nunca a fazem, enquanto o besouro está em movimento. As antenas são detectores de obstáculos. Se eles baterem em um obstáculo, suas pontas flexíveis dobram para trás antes de saltar para a frente novamente. O besouro se move rápido demais para mudar de rumo, mas pode inclinar o corpo ligeiramente para cima para que ele pule sobre o obstáculo ao invés de correr de cabeça para ele.


Cicindela-scutellaris-leconte
Cicindela scutellaris leconte. Fonte da imagem: whyevolutionistrue.

"Por causa de sua forma, as antenas podem deslizar sobre a borda de um obstáculo, que narra aos besouros que há um obstáculo que podem atropelar ", diz Zurek. Ele viu o quão eficaz isso é filmando os Besouros Tigre correndo por uma longa pista com um pedaço de madeira no meio. Se as suas antenas estavam intactas, eles limparam o obstáculo na maior parte do tempo, mesmo Mas se ele cortar suas antenas, os besouros freqüentemente se esbarram nos obstáculos.

Vejam uma demostração em vídeo abaixo do canal Ed Yong:


Referências 
National Geographic.
EDITORE, Alberto Peruzzo. Autênticos insetos de coleção. Insetos, aracnídeos e outros artrópodes. A natureza de 1000 formas e cores, 2008.

E TAMBÉM NÃO DEIXE DE SEGUIR NOSSAS INCRÍVEIS COLEÇÕES NO GOOGLE+ E NÃO PERCA UMA POSTAGEM (CLIQUE NAS IMAGENS ABAIXO): 

 https://plus.google.com/collection/YU0mQB https://plus.google.com/collection/MK9dQB https://plus.google.com/collection/YLgT0

2 comentários:

  1. Uilmara Machado de Melo Gonçalves12 de março de 2017 21:19

    UAU!!!! Deve ser por isso, que eles vivem errando a presa e batendo na gente: kkkkkk!

    ResponderExcluir