O peixe da cabeça transparente

Conhecido como olhos-de-barril (Macropinna microstoma), os peixes dessa espécie chamam a atenção por uma característica peculiar.


 https://bio-orbis.blogspot.com.br/2014/02/o-peixe-da-cabeca-transparente.html
O peixe da cabeça transparente. Fonte da imagem: vocerealmentesabia.

VAMOS DESCOBRIR...

✅ Canal no Youtube | Inscreva-se AGORA ✅

 https://www.youtube.com/channel/UCdjF1j_jYXGznBq955YWDoQ?sub_confirmation=1

Além de ser a única espécie de peixe inserida no gênero Macropinna, esses peixes possuem um fluído em uma cúpula na cabeça, que permite se possa parte do seu interior. Por isso, alguns costumam chamá-lo de peixe com cabeça transparente.


O PEIXE DE CABEÇA TRANSPARENTE


Também chamado de peixe fantasma, é a única espécie de peixe inserida no gênero Macropinna, pertencente à família Opisthoproctidae. É reconhecida por uma rara e transparente cúpula na cabeça, preenchida de fluido, através da qual se podem visualizar as lentes dos olhos. Os olhos têm uma forma de barril e podem ser rodados para apontar para frente ou para cima, olhando através dessa mesma cúpula.

Esses peixes tem uma pequena boca e a maior parte do seu corpo é coberta de grandes escamas. Normalmente paira quase imóvel na água, a uma profundidade de cerca de 600 metros até 800 metros, usando as suas grandes barbatanas para a estabilidade e com os seus olhos apontados para cima.

Em condições de pouca luz assume-se que o peixe detecta as presas pelas suas silhuetas. Os investigadores do MBARI Bruce Robison and Kim Reisenbichler observaram que quando uma presa de pequenas dimensões (como um pequeno peixe ou uma alforreca) é detectada, os olhos rodam-se como uns binóculos, apontando para a frente enquanto ele roda o seu corpo de uma posição horizontal para vertical, para se alimentar. Robison especula que M. microstoma rouba comida dos siphonophora.


Macropinna
Fonte da imagem: TopBiologia.

Ele foi descoberto em 1939, por Chapman, mas nunca foi fotografado vivo até 2004. Desenhos antigos não mostram a cúpula transparente, já que a mesma é normalmente destruída quando o peixe é trazido das profundezas.


UMA CARACTERÍSTICA PECULIAR DESSE PEIXE


Diferente do que muitos devem pensar, os olhos do animal, na verdade, são as duas partes verdes dentro do crânio, na área transparente. Os olhos tem forma de barril e são cobertos por lentes verdes brilhantes que possuem grande mobilidade, podendo apontar para frente ou para cima, daí a necessidade da cúpula transparente. A boca é pequena e a maior parte do corpo é coberta com escamas grandes que formam uma espécie de blindagem.


É um peixe solitário, ocorrendo em profundidades mesopelágicas inferiores abaixo das águas temperadas e subárticas. Travado por redes de arrasto de meia água em áreas com profundidades inferiores a 1600-3600 m.
O conteúdo estomacal inclui restos cnidários, no entanto, sua anatomia visceral sugere dietas de zooplâncton misto, incluindo presas gelatinosas e crustáceos e tentáculos de sifonóforos e nematocistos.

Vejam um vídeo dele do canal YouTudeys:



Referências 
TopBiologia. fishbase.

Nenhum comentário:

Imagens de tema por sndrk. Tecnologia do Blogger.