O magnífico fenômeno do mar brilhante

Um fenômeno natural, a bioluminescência, é capaz de deixar parte do mar brilhante.

 http://www.bioorbis.org/2014/06/mar-brilhante.html
O extraordinário fenômeno da bioluminescência, deixa o mar com essa cor incrível. Pixabay/Domínio Público.

VAMOS DESCOBRIR...


A BIOLUMINESCÊNCIA QUE FAZ UM FENÔMENO MAGNÍFICO NO MAR



Uma reação conhecida como bioluminescência causa um fenômeno natural capaz de deixar parte do mar brilhante, com tons azuis luminosos, chamando a atenção em diversas partes do mundo.


bioluminescência-mar-brilhante-azul
Figura 2. Um pai e seu filho apreciam o magnífico fenômeno do mar brilhante. Fonte da imagem: TopBiologia

Isso acontece por conta do fitoplâncton bioluminescentes, que são criaturas marinhas microscópicas que geram luz como mecanismo de sobrevivência. A luz azul cobre as ondas que ficam mais próximas da areia, gerando um resultado surreal.


mar-azul-bioluminescência-brilhante
Figura 3. O mar brilhante pode ser visto do espaço. Fonte da imagem: TopBiologia

Em biologia marinha, chama-se fitoplâncton (Figura 5) o conjunto dos organismos aquáticos microscópicos que têm capacidade fotossintética e que vivem dispersos flutuando na coluna de água.



Fazem parte deste grupo de organismos tradicionalmente considerados algas e estudados como tal pela botânica, mais especificamente pela ficologia. Contudo, dentre estas, há um grupo de grande importância sanitária e de saúde pública, que é também classificado como bactéria, as cianofíceas ou “algas azuis”.

Veja uma demonstração do canal [OBY] Divulgazione Scientifica:



UM CASO SEMELHANTE DO MAR BRILHANTE


mar-azul-bioluminescência-brilhante
Figura 4. Fonte da imagem: TopBiologia

Uma praia no Japão (Figura 4) tem o mar iluminado entre março e junho porque, nesta época do ano, as Firefly Squid (Lulas-vaga-lumes), são trazidas pela maré até a praia. Elas são animais bioluminescentes, que podem emitir uma espécie de luz azul por conta de órgãos especiais de produção de luz chamados fotóforos.



O QUE É A BIOLUMINESCÊNCIA?


A bioluminescência é a emissão de luz fria e visível por organismos vivos. Ela ocorre em variados organismos (bactérias, fungos, algas, celenterados, moluscos, artrópodes, peixes), principalmente no ambiente marinho. No ambiente terrestre ela ocorre em fungos, anelídeos, moluscos e principalmente nos insetos. Ela serve principalmente para finalidades de comunicação biológica.

Figura 5. O fitoplâncton que é o responsável pela bioluminescência. Pixabay/Domínio Público.

A bioluminescência é gerada por reações químicas altamente exotérmicas, catalisadas enigmaticamente, nas quais a energia das ligações químicas de compostos orgânicos é convertida preferencialmente em luz visível. Nestas reações, moléculas genericamente denominadas de luciferinas são oxidadas por oxigênio, produzindo moléculas eletronicamente excitadas que decaem emitindo luz. Estas reações são catalisadas por enzimas chamadas de luciferases.


A bioluminescência constitui uma das assinaturas da vida, e por esta razão ela serve como um excelente bioindicador desde o nível molecular até o nível ambiental, e como excelente reagente bioanalítico e marcador celular e de expressão gênica.

Referências
Sites: TopBiologia; biolum.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.