A beleza oculta do Cerrado

Nosso Brasil tem suas belezas únicas e raras e, apesar de muitos acharem que o Cerrado é uma zona árida, seca e sem vida, vamos mostrar a verdadeira beleza rara desse bioma extraordinário.

 http://www.bioorbis.org/2018/06/beleza-oculta-cerrado.html
Caliandra do Cerrado (Calliandra dysantha). Foto: Cleverson Felix

DESCUBRA...

Cerrado é o segundo maior bioma brasileiro, sendo menor apenas que a Floresta Amazônica. Ocorrem na região Centro-Oeste, principalmente nos estados de Tocantis, Goiás, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Minas Gerais, e também em pequenas extensões do Amazonas, São Paulo, Paraná, Paraíba e Pernambuco.

O clima no cerrado é quente, com estação seca rigorosa, embora chova em certas épocas do ano, principalmente no verão.



Apesar da pouca chuva, mesmo nas estações secas o solo contém quantidade razoável de água a partir de 2 m de profundidade. Assim, as raízes de muitas plantas aprofundam-se até atingir o lençol freático subterrâneo, retirando a água necessária para sua sobrevivência.

 http://www.bioorbis.org/2015/07/voces-conhecem-o-lobo-guara.html
Um dos animais símbolo do Cerrado brasileiro, o lobo-guará. Pixabay/Domínio Público.

Os solos dos cerrados são considerados úteis para a agricultura, desde que fertilizados e corrigidos em sua acidez pela adição de calcário.



Algumas das principais plantas encontradas no cerrado são: araçá, murici, gabiroba, pau-terra, indaiá (palmeira de caule subterrâneo que em certos locais domina a paisagem, formando os campos de indaiás) e capim-flecha (chega a atingir 2,5 m de altura e pega fogo com facilidade).

A fauna é muito rica, incluindo a ema, a maior ave das Américas. Dentre os mamíferos, podemos citar: lobo-guará, onça-pintada, antatamanduá, tatu e veado-campeiro, dentre vários outros.




Um importante fator ecológico do cerrado é o fogo, causado por diversos fatores, como raio. As plantas possuem adaptações para enfrentar o fogo, como por exemplo cascas espessas ou caules subterrâneos.



A BELEZA OCULTA DO CERRADO


Veja agora umas fotos incríveis ganhadora do Concurso Internacional de Fotografia do Cerrado, de Marcio Cabral:

O chuveirinho também foi premiado no Photo NightScape - Marcio Cabral

O nascer do Sol com os chuveirinhos na Chapada dos Veadeiros venceu o prêmio principal do Internacional Garden Photographer of the Year - Marcio Cabral 

Marcio Cabral venceu o concurso Wildlife Photographer of the Year com o flagra de um tamanduá se alimentando de cupins no Parque Nacional das Emas - Marcio Cabral

Agora veja algumas fotos nossas pelas trilhas e rumos onde passamos pelos Cerrados do Brasil (Siga nossos Instaram@annandatonini @cleverson.felix):

Cachoeira do Gavião (Serra do Cipó - MG)


cachoeira-do-Gavião
Cachoeira do Gavião dentro do Parque Nacional da Serra do Cipó - MG. Foto: Cleverson Felix. Instagram: @cleverson.felix.

Trilha do capim dourado (Serra do Cipó - MG)


pôr-do-Sol-trilha-capim-dourado
O pôr do Sol deixa os capins das trilha do Parque Nacional da Serra do Cipó com uma coloração dourada. Foto: Annanda Tonini. Instagram: @annandatonini.

Campo Cerrado (Serra do Cipó - MG)


Cerrado
Linda paisagem do Cerrado. Foto: Annanda Tonini. Instagram: @annandatonini.

Pequeno cogumelo (Serra do Cipó - MG)


cogumelo
Pequeno cogumelo. Foto: Annanda Tonini. Instagram: @annandatonini.

Líquens em um tronco (Serra do Cipó - MG)


líquen
Um tronco de árvore e seus líquens. Foto: Annanda Tonini. Instagram: @annandatonini.

Uma linda mariposa (Serra do Cipó - MG)


mariposa
Uma linda mariposa. Foto: Cleverson Felix. Instagram: @cleverson.felix.


Sempre-Viva - Helichrysum bracteatum (Serra do Cipó - MG)


Helichrysum-bracteatum
A linda e famosa sempre-viva, ou chuveirinho. Foto: Annanda Tonini. Instagram: @annandatonini.

Trilha das borboletas (Serra do Cipó - MG)


A trilha das borboletas dentro do Parque Nacional da Serra do Cipó. Foto: Annanda Tonini. Instagram: @annandatonini.

Quaresminha - Microlicia (Serra do Cipó - MG)


A Quaresminha (Microlicia) é uma planta de campos rupestres. Foto: Annanda Tonini. Instagram: @annandatonini.

Referências 
LOPES, Sônia; ROSSO, Sérgio. Biologia. Volume único. Editora Saraiva, 2006.
Sites: oglobouol

E NÃO DEIXE DE SEGUIR AS NOSSAS COLEÇÕES NO GOOGLE PLUS:

 https://plus.google.com/collection/YLgT0 https://plus.google.com/collection/A_jjz https://plus.google.com/collection/slsfQB

4 comentários:

  1. Tudo que vejo e leio é maravilhoso parabéns bom dia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sebastião Carvalho,

      Muito obrigado por ter gostado de nossa postagem e também pelo comentário.

      Um grande abraço,

      Equipe BioOrbis.

      Excluir
  2. MARAVILHOSO!!! Parabéns pelo texto e pelas fotos, Cléverson e Annanda: lindos! Outro dia, eu li: "Diante da generosidade e exuberância do Cerrado, as possibilidades de uso da flora nativa são as mais variadas. São inúmeras as espécies que podem ser utilizadas para alimentação, artesanato, remédio, cobertura de casas, fibras, entre outros usos.”. SENSACIONAL!!! Mas, o texto continua: ”A vastidão do Cerrado brasileiro, com sua fauna e flora, lhe conferem o título de savana mais biodiversa do mundo. No entanto, contraditoriamente, é um dos biomas mais ameaçados do país." LAMENTÁVEL!!! São a caça ilegal, garimpo/mineração, expansão desordenada do agronegócio (monocultura intensiva de grãos e a pecuária extensiva de baixa tecnologia), uso predatório do solo/água (utilização indiscriminada de agrotóxicos e fertilizantes), queimadas, ampla demanda de lenha para a produção de carvão vegetal (para a indústria siderúrgica), plantação de eucaliptos (que esgota nascentes e mananciais) acabando com essas riquezas!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Uilmara,

      Temos um grande prazer e satisfação de ter você aqui comentando em nosso site. Realmente o Cerrado é superestimado, ele só perde para a Amazônia em biodiversidade e recursos naturais, mas mesmo assim é um dos biomas mais ricos do mundo.

      Um grande abraço e até a próxima.

      Equipe BioOrbis.

      Excluir