Descubra o segredo sobre o panda-gigante

Quem não gosta do urso preto e branco da China? Desajeitado, fofinho e com toda beleza e força que um urso pode ter. Mas tem algo sobre ele que talvez você não sabia.

 https://bio-orbis.blogspot.com/2017/07/o-que-voce-nao-sabia-sobre-os-pandas.html
O panda-gigante. Fonte da imagem: O Globo.
VAMOS DESCOBRIR...

O SEGREDO DO PANDA-GIGANTE


O segredo deles é que eles possuem um dedinho a mais, conhecido como o sexto dedo, ou “polegar”.


O panda-gigante ou urso-panda (nome científico: Ailuropoda melanoleuca, do grego: ailuros, gato + poda, pés; e melano, preto + leukos, branco) é um mamífero onívoro da ordem dos Carnivora (Carnívoros) e da família Ursidae (Ursos). Eles habitam as florestas da China é parente dos ursos (ursos negros, pardos, etc.).

panda-gigante-bambu
Figura 2. Panda comendo seu bambu. Fonte da imagem: Techitt.

Diferentemente dos ursos, os quais são onívoros e comem quase qualquer coisa, o panda gigante se alimenta quase exclusivamente de brotos de bambu (Figura 2) por cerca de 15 h por dia.


Eles amam bambus, principalmente do gênero Sinarundinaria. No qual oferecem-lhe alimento e proteção. Um inimigo natural do panda-gigante é o cão vermelho (Figura 3), um cão selvagem. Diz uma lenda que, quando perseguido, o panda-gigante cobre os olhos com as patas anteriores, enrola-se como uma bola e, como uma bola, rola por declives.


Cão-selvagem-asiático-Cuon-alpinus
Figura 3. Cão selvagem asiático (Cuon alpinus). Fonte da imagem: Mundo Animal.

NOMENCLATURA E TAXONOMIA DOS URSOS PANDA-GIGANTE


O urso panda foi descrito pelo missionário francês Armand David em 1869 como Ursus melanoleucus. No ano seguinte, Alphonse Milne-Edwards ao examinar o material enviado por David, notou que os caracteres osteológicos e dentários o distinguia dos ursos e o aproximava ao panda-vermelho e aos procionídeos, descrevendo então um novo gênero para a espécie, e recombinando-a para Ailuropoda melanoleuca.



No mesmo ano, Paul Gervais concluiu com base num estudo das estruturas intracranianas que o panda era relacionado com os ursos, criando um novo gênero, o Pandarctos. Em 1871, Milne-Edwards acreditando que o gênero Ailuropoda estava pré-ocupado pelo Aeluropoda de Gray, publicado em 1869, propõe o nome Ailuropus. William Henry Flower e Richard Lydekker em 1891 emendam o novo nome de Milne-Edwards para Aeluropus, resultando em uma considerável confusão na literatura subsequente.

O “POLEGAR” EXTRA DO PANDA-GIGANTE


Os pandas tiram as folhas passando os talos entre o seu polegar e os dedos adjacentes (veja na Figura 4). Além da dieta, os pandas são únicos entre os ursos por aparentemente possuírem seis dígitos no membro anterior ao invés dos costumeiros cinco dígitos.

cinco-dígitos-panda-gigante-polegar
Figura 4. O panda tem cinco dígitos, como a maioria dos mamíferos; no entanto, existe um outro dígito oponente, um “polegar”, o qual não é, na verdade, um polegar, mas um osso elaborado do pulso. Fonte da imagem: Evolução determinística.

O famoso dígito extra é o “polegar” (Figura 5), o qual não é de fato um polegar, mas um osso alongado do pulso controlado por músculos que o fazem se mover contra os outros cinco dígitos para tirar as folhas dos talos de bambu.




O verdadeiro polegar está comprometido com outra função, portanto, não está disponível para atuar em oposição aos outros dedos. O osso sesamoide radial do pulso tornou-se remodelado e empregado como um “polegar” efetivo.

polegar-panda-gigante-urso
Figura 5. O “polegar” do panda. Fonte da imagem: RaciocínioCristão.

A disponibilidade de partes diminui ou aumenta as oportunidades evolutivas. Se o osso do pulso estivesse irremediavelmente preso a outra função, assim como o polegar original estava, as portas para se alimentar de bambu poderiam estar fechadas e esse amável urso poderia nunca ter evoluído.

panda-gigante-urso
Até a próxima pessoal. Fonte da imagem: DiaADiaBrasil.



Referência
Kardong. Vertebrados, Anatomia Comparada, Função e Evolução. 2011.

Para finalizar veja um vídeo do canal tvbrasil, sobre Urso panda gigante não está mais na lista das espécies ameaçadas de extinção:


E NÃO DEIXE DE SEGUIR NOSSAS COLEÇÕES NO GOOGLE+, ONDE VOCÊ NÃO PERDE NENHUMA DE NOSSAS ATUALIZAÇÕES, É SÓ CLICAR NAS IMAGENS ABAIXO PARA ACESSAR OS LINKS:

 https://plus.google.com/collection/YLgT0 https://plus.google.com/collection/YU0mQB https://plus.google.com/collection/8ZnoQB

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.