Vocês conhecem os mosquitos do banheiro?

Vocês com certeza já os viram, eles ficam nos banheiros, estáticos, são pequenos e quando você respinga água neles voam e pousam outra vez. Mas quem são esses pequenos mosquitinhos?

 https://www.bioorbis.org/2018/04/os-mosquitos-do-banheiro.html
Pequenos e quase vocês não percebem, mas eles sempre estão lá, os pequenos mosquitos do banheiro. Fonte da imagem: flickr.

VAMOS DESCOBRIR...

✅ Canal no Youtube | Inscreva-se AGORA ✅
https://www.youtube.com/channel/UCdjF1j_jYXGznBq955YWDoQ?sub_confirmation=1

Conhecido também por muitos nomes comuns, mosca dos filtros, mosca de banheiro, mosquito de banheiro ou mosquitinho de banheiro, chamexuga ou ainda tabelinha, é a designação comum aos insetos dípteros da família Psychodidae, especialmente os do gênero Psychoda, pequenos e pilosos. Possuem esse nome por serem frequentemente encontrados em banheiros, uma vez que suas larvas criam-se nos ralos e nos encanamentos do esgoto.

Leia também:


Figura 2. Espécie de mosquito do banheiro Telmatoscopus albipunctatus. Fonte da imagem: MundoFotográfico.

No Brasil, ocorrem principalmente quatro espécies, três do gênero Psychoda: Psychoda alternata (Figura 3), Psychoda cinerea (Figura 4), Psychoda satchelli (Figura 5) e uma do gênero Telmatoscopus: Telmatoscopus albipunctatus (Figura 2). No caso da sua presença em banheiros, seus ovos são depositados nas paredes dos ralos, próximo à superfície da água.



Morfologia dos mosquitos do banheiro


Os adultos, bem pequenos, medem cerca de 2 mm, possuem corpo robusto com muitas cerdas, asas recobertas por densa pilosidade, aspecto semelhante a uma pequena mariposa e coloração variando entre o marrom claro e cinza.

Leia também:


Hábitos e reprodução dos mosquitos dos banheiros


Figura 3. Mosquito de banheiro da espécie Psychoda alternata. Fonte da imagem: Diptera.info.

Esses insetos tem hábitos noturnos. As fêmeas botam grupos de 10 a 200 ovos, com eclosão entre 32 a 48 horas. Ovos, larva e pupas são encontrados em locais úmidos, junto a películas orgânicas (formadas por resíduos da descamação natural da pele, cabelos, pelos, fungos, etc.) presentes em banheiros e cozinhas, em ralos, canos de esgoto, junções de vasos sanitários e boxes de banheiro, frestas de azulejos e paredes.

Figura 4. Mosquito de banheiro da espécie Psychoda cinerea. Fonte da imagem: VidaAnimal.

O ciclo da larva é de aproximadamente 9 a 15 dias e o da pupa em torno de 20 a 40 horas. O processo do ovo ao inseto adulto leva aproximadamente duas semanas, dependendo das condições ambientais e de disponibilidade de alimento.

Leia também:




Inofensivas, mas presentes


Para eliminar os focos é preciso localizar onde está sendo feita a ovipostura (geralmente nos ralos, no próprio ambiente). É preciso fechá-los ou, não sendo possível, aplicar neles cloro diariamente para inibir a proliferação, pois pequenas concentrações de matéria orgânica são suficientes para suprir a existência desses insetos. Existem alguns ralos que permitem o fechamento, bastando girar o mecanismo. Nesse caso, devem ser abertos apenas quando necessário. Água sanitária e água fervente também ajudam a diminuir a incidência.

Figura 5. Espécie de mosquito de banheiro Psychoda satchelli. Fonte da imagem: picssr.

Também é indicado manter azulejos, pisos e vasos sanitários com rejuntes e ligações em dia. O uso de inseticidas comuns é dispensável, pois os produtos no mercado eliminam apenas os insetos adultos e não ovos ou larvas. No caso de infestações severas, a contratação de empresa controladora de pragas urbanas ainda é a solução. De qualquer forma, a melhor maneira de eliminar o problema é usar medidas de controle integrado de pragas.

Leia mais:


Referências
PERUZZO, Francisco Miragaia; CANTO, Eduardo Leite. Química na abordagem do cotidiano. Editora Moderna, 4ª edição. 2006. Sites: SevenDesentupidora. OUL.

2 comentários:

  1. ja vi desses no banheiro, mas achava que era uma especie so !!! http://bit.ly/segredofacebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá SouSóMais1,

      Esses pequenos mosquitinhos tem muitas espécies diferentes.

      Abraços, Equipe BioOrbis.

      Excluir

Imagens de tema por TommyIX. Tecnologia do Blogger.