O que é um Guia de Campo?

Guias de campo são livros ilustrados (desenhos ou fotos) com descrições de espécies animais e plantas em determinados locais e regiões.

 https://www.bioorbis.org/2019/10/o-que-e-um-guia-de-campo.html
Nesta imagem mostra-se dois guias, um de borboletas e outro de aves. Imagem de Åsa Lundqvist por Pixabay

VAMOS DESCOBRIR...

✅ Canal no Youtube | Inscreva-se AGORA ✅ 
 https://www.youtube.com/channel/UCdjF1j_jYXGznBq955YWDoQ

Guia de campo: informações sobre as espécies


Os guias de campo, em geral contêm informações sobre hábitos, ambiente, área de ocorrência e descrição da espécie ou seja, o que confirma a identidade de uma espécie que você verá na natureza. Seu principal objetivo é ajudar o leitor a identificar corretamente a espécie que está a sua frente naquele momento.

É possível encontrar guias nos mais diversos formatos e abrangência: continente, país, região, bioma, estado, cidade ou até mesmo um parque.


A maioria dos guias é organizada em ordem taxonômica, podendo variar em publicações mais antigas ou de países que não seguem a classificação científica brasileira. Eles nos mostram também o nome científico e popular usado no país ou região de origem da espécie. Se você quiser escolher um guia de campo, é importante levar em consideração qual a área de onde você quer estudar ou simplesmente observar uma espécie, e também sua afinidade com as fotos ou ilustrações.

Fotos e desenhos no guia de campo


Muitas pessoas preferem desenhos, enquanto outras preferem fotografias reais da espécie. Há vantagens e desvantagens nas duas opções. Os primeiros guias foram ilustrados com desenhos, muitos feitos com espécimes em museus, sem mostrar posição de como eles seriam em vida ou as suas cores originais (muitas estão desbotadas pelo processo de taxidermia). Porém, o artista destaca as características mais importantes da espécie, facilitando o reconhecimento em na natureza.

Os guias fotográficos costumam mostrar a espécie dentro de seu ambiente natural e com o brilho de um animal vivo e em movimento, mas dependendo das condições de luz e da oportunidade do fotógrafo, a imagem pode mostrar falsas cores ou uma posição que não permite ver detalhes da espécie observada. Tanto o desenho quanto a fotografia são dependentes do talento dos autores e do conhecimento científico.


Atualmente existem guias com desenhos e fotografias muito bons para se comprar. Antes de comprar seu guia de campo, é importante manusear vários deles e observar as ilustrações. Veja em qual deles você reconhece melhor as marcas de campo e em qual deles as informações são mais coerentes para seu entendimento.



Nós da Equipe BioOrbis, temos este da imagem abaixo, é da Avifauna Brasileira do Tomas Sigrist, como exemplo de um guia básico com ilustrações e informações acerca das espécies de aves.
 
Figura 2. Nosso Guia de campo sobre Avifauna Brasileira do Tomas Sigrist. Foto: Cleverson Felix.

Dicas apara avaliar um bom guia de campo


Se você quiser comprar um guia de campo, consulte outras pessoas que possuam estes livros e veja qual a opinião delas sobre eles. Victoria do site Portal Educação, sugere algumas dicas para avaliar um bom guia de campo e também de específicos para aves em geral:

- Ter no início a apresentação do autor, objetivo da obra, instruções de como utilizar o guia, significado dos símbolos usados nas pranchas.

- Na introdução, explicar a sequência de características usadas para descrever cada ave, dados gerais sobre geografia e clima da região abrangida.

- Desenho com morfologia das aves, indicando os nomes usados para cada parte do animal. É importante que todos os termos citados ao longo do guia estejam presentes nesse desenho para facilitar a descrição da espécie.

- Pranchas com as ilustrações das aves. Estas devem mostrar fielmente as características distintivas. Observe se há ilustração das diferenças entre machos, fêmeas, juvenis, variações regionais, fases, melanismo ou período reprodutivo. Para algumas espécies como gaviões, falcões e urubus é recomendável que haja ilustração da ave em voo.

- Texto com informações atualizadas sobre a história natural das aves e dicas de identificação, tamanho, distribuição geográfica, hábitos, comportamento, vocalização, biologia reprodutiva.

- Indicação se a espécie é fácil, comum, pouco comum ou rara de se ver, indicando o parâmetro para esta classificação.

- Mapas de distribuição, de preferência localizado na mesma página das informações e ilustração da ave.

- Índice de nomes científicos, populares, inglês, etc., facilitando encontrar uma espécie quando ainda não é possível ir direto às famílias do guia.

- Por fim, verifique se o texto é claro, conciso e fácil de ler, letras em tamanho legível, se você consegue identificar aves observadas em campo e se é fácil diferenciar espécies similares.

Nós recomendamos além dos guias de campo, você tenha em casa um livro com textos mais detalhados e explicativos sobre as espécies de animais e plantas, pois às vezes os detalhes são suprimidos do guia devido à falta de espaço. É quase impossível fazer um guia completo e detalhado.



Como usar um guia de campo?


Bom um primeiro passo antes de começar a usar seu guia de campo é proteger seu livro com uma capa plástica, como mostrado na Figura 2 eu encapei com papel contact, isso evita que eles estraguem rapidamente, pois como o nome mesmo já diz é um guia de campo e você o levará para a natureza, onde terá chuva, pode cair em um rio e entre outras coisas. Caso você descuide e ele venha a molhar, coloque papel toalha no meio das páginas e deixe absorver o máximo possível da água. Depois, deixe-o sob um ventilador, cuidando para que as páginas não grudem.

Antes de você se aventurar, familiarize-se com o guia. Leia as primeiras páginas e as informações de como usá-lo. Aprenda os nome das espécies e quais as características principais de cada grupo. Leia algumas descrições de espécies, observe os desenhos e fotos, o mapa de distribuição da espécie, e estude os símbolos utilizados no guia. Quanto mais se dedicar a estas recomendações, mais fácil você conseguira utiliza-lo em campo.



Eventualmente você vai pode encontrar uma espécie que não aparecerá no seu guia, ou cuja ilustração não se pareça com o que está observando na natureza. Neste caso, se você tiver um celular na hora, ou mesmo algum outro livro com mais informações, pesquise sobre a espécie, pegando o nome científico que você achou no guia mais parecido com a espécie na natureza, e vá até a família e veja os gêneros e qual está mais parecido com a sua espécie que está observando.

Referências
EDITORE, Alberto Peruzzo. Autênticos insetos de coleção. Insetos, aracnídeos e outros artrópodes. A natureza de 1000 formas e cores, 2008.
SIGRIST, Tomas. Avifauna Brasileira. Guia de campo Avis Brasilis. São Paulo: Avis: Brasilis, 2014 (Séria Guias de Campo Avis Brasilis, tomo V).

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.